A diferença na qualidade da cerveja em diferentes lugares e tempos

Um dia me perguntaram quais cervejas que eu achava melhor. Aliás, sempre me perguntam isso, normal, assim como isso é perguntado para muita gente, que conheça de cerveja ou não, e provavelmente você já foi perguntado. Mas e sobre a qualidade da cerveja em diferentes lugares, isso influencia?

Lugares diferentes, cervejas diferentes

Antes de responder eu me deparei com uma coisa que todos devem saber, que o gosto e qualidade da cerveja varia muito de um lugar pro outro, isso é fato.

E você? Concorda?Créditos: Will S.

É incrível como no Rio a Skol, por exemplo, domina o mercado, apesar da Antarctica estar investindo com força em propaganda, o carnaval está aí pra isso. E uma que também ganhou bastante espaço foi a Itaipava, que antigamente era detestada, hoje em dia tem assustado a Ambev. Fora que agora a Devassa Bem Loura está vindo forte também.

Mas em São Paulo, por exemplo, a Brahma domina mais do que as outras. Assim como Salvador a Antarctica domina, temos no Sul também a Polar, muito consumida e elogiada.

Muito variável isso hein…

Conversando com a Blonde Premium, que já trabalhou na Ambev, isso se expande mais ainda, tanto em cidades e até bairros. Eu morei 3 anos e meio em Petrópolis e lá a Itaipava dominava, pois era bem barata e é uma cerveja do local, portanto, mais fácil. Mas ainda sim a Skol era preferência em alguns vários pontos.

Cerveja Original no geloCréditos: Rodrigo Sardinha

Assim como você pode cair pra Zona Sul do Rio e a preferência ser a Original ou Bohemia. Mas não vamos incluir essas duas cervejas dentro das preferências, pois estão num patamar mais elevado e são mais caras.

Público-alvo influencia

A Blond citou um ponto bem importante, que foi a parte dos estudantes, por exemplo, que só querem encher a cara, portanto, buscam uma cerveja mais barata e mais leve. O cara se fode pra pagar a faculdade (quando isso acontece) e trabalhar (quando isso acontece também), quer mais é beber pra esquecer os problemas.

Bem, quando não paga a faculdade e não trabalha, é sorte dele, poderia escolher melhor uma cerveja 🙂

Pessoas maduras são fiéis

Idoso bebendo cervejaCréditos: k.tauches

Já alguém que seja mais velho, geralmente prefere a Brahma, que tem o perfil cervejeiro mesmo, dos Boêmios, vulgo Zeca Pagodinho. Geralmente são fiéis a sua cerveja favorita e dificilmente a trocam por outra, a não ser que estejam num casamento, aniversário que o modafoca tenha comprado outra. Aí ou o cara leva a sua ou encara a do caboclo.

Caricatura do Zeca Pagodinho

Não somente os “maduros”, mas os cervejeiros mesmo, botequeiros de plantão, geralmente são fiéis também, mas não 100%, principalmente se for pela Bohemia ou Original, que não são vendidas em todos os lugares.

Locais, locais, qualidade da cerveja à parte

É difícil dizer o porquê dessa mudança de acordo com o lugar. Muitos falavam sobre a água, que a Bohemia era perfeita quando era produzida em Petrópolis, onde a água é ótima, mas hoje em dia temos tecnologia que consegue produzir águas melhores que as de lá, portanto, descarte essa possibilidade.

Estratégia do francês Stratégie

Organograma de criação de cervejaCréditos: jeffmacintyre

Pode ser uma estratégia, algo dessa forma, já que o mercado de cervejas “tradicionais” é dominado por duas, três empresas, onde possuem várias marcas, podendo “escolher” qual atacar de acordo com o público de cada área.

Transporte?

Japonês transportando cerveja

Não era esse transporte que eu tava falando…

Créditos: a_sorense

Dizem que o trasporte da cerveja pode influenciar. Bom, eu acredito nessa hipótese quando se traz a cerveja do exterior, agora aqui, internamente, não acredito nessa possibilidade, ainda mais que existem diversas fábricas, fazendo com que não precise de transporte na maioria das vezes.

Qualidades e sabores, difícil isso…

É bem difícil apontar um motivo específico para tal fenômeno e para conseguir saber quais são vendidas em pontos diferentes do país, só com uma puta pesquisa das empresas responsáveis para retornar esse dado. Provavelmente elas possuam isso, mas nunca chegou até mim um dado real e confiável sobre.

Rótulo da cerveja Bohemia

Créditos: Eduardo Duccigne

Eu só sei que eu acho a Bohemia melhor pela lupulagem, seguida pela Original que tem um ótimo nível de amargor com sabor, depois Brahma Extra que é mais encorpada, depois Brahma, atrás vem a Itaipava, Antarctica e depois a Skol. E acho a Antarctica mais amarga, Brahma mais forte e Itaipava mais leve.

Existem outras, claro, mas preferi só falar dessas mesmo, e claro, excluindo as artesanais, por favor 😉 Como eu só bebi a Devassa Bem Loura uma vez, não posso dar meu parecer definitivo, mas de início ficaria a frente da Brahma.

A qualidade da cerveja com o passar do tempo

Uma coisa que também chama a minha atenção é como a qualidade da cerveja muda com o passar do tempo. Mas fica aquela dúvida, é a qualidade da cerveja mesmo ou seu paladar que evolui com o tempo? Talvez as duas coisas, mas a segunda é certeza pura, claro.

Domínio do Marketing e Propaganda…

Garota do tempo Skol

Uma cerveja que dominava amplamente o mercado era a Skol, antigamente eu gostava dela, mas hoje em dia, é minha última opção, vocês já devem ter percebido na minha pequena lista lá em cima. O marketing, propaganda que ela sempre teve é muito bom, podemos ver essa última da Garota do Tempo.

Sempre fui fã das propagandas dela, mas acho que eles esqueceram um pouco de cuidar da cerveja e só pensar na propaganda. Eles precisam abrir o olho, a cerveja “está na moda”, principalmente na parte de degustações e tudo mais, isso faz com que o público seja mais exigente na hora de beber as cervejas tradicionais.

O case Nova Schin

Copos Nova Schin

Uma que investiu bastante um tempo atrás foi a Schincariol, lançando a Nova Schin. O sabor chegou a mudar, mas pelo que vi ainda não agrada muito as pessoas. Eu ainda acho que pode ser um pouco de preconceito, mas realmente eles precisam melhorar e creio que eles saibam disso.

A grande reviravolta da BOA

Latas da cerveja Antarctica super geladasCréditos: Cristian Frantz

Uma que vem se destacando é a Antarctica, investindo bastante na propaganda, achei que foi interessante a sacada da “BOA“, dominaram o carnaval de rua do Rio de Janeiro e a qualidade dela é bem aceitável e adorada por muitos conhecidos meus.

Diria que é um belo caso de qualidade com propaganda, souberam lidar com divulgação e sabor.

A tradicional Brahma

Copo da BrahmaCréditos: Nathália Barros

Depois do mais fantástico slogan de cerveja que já ouvi, da Brahma, o “A número 1”, nunca mais vi uma força da marca em propaganda e divulgação. Sinto falta nisso da Brahma, mas ainda a considero a melhor cerveja e é a preferida dentro os fiéis e pessoas mais maduras, como citei anteriormente.

Diria que é um caso de extremos, ótima qualidade, mas faltando um pouco mais de divulgação, propaganda, marketing e tudo mais. Na minha opinião o chopp da Brahma tem ganhado mais prioridade do que a própria cerveja. E de uma coisa creio que ninguém aqui duvide, é o melhor chopp que existe, dentre os choppes das marcas tradicionais.

Finalizando

Bom, isso é apenas uma opinião minha sobre a qualidade da cerveja com o passar do tempo e nos diversos lugares desse país. Já disse e repito que isso ocorre, e muito, com cervejas do exterior, por causa das viagens. Beber uma Guinness aqui no Brasil não é mesmo a mesma coisa que beber uma na Irlanda.

Deixe sua opinião sobre as cervejas e qual cerveja é a mais vendida ae na sua cidade. Abraços.

Você também gostará desses

Dicas de presentes para o Dia das Mães Todo ano se comemora o dia das mães no segundo domingo de maio, certo? Dá tempo de sobra de comprar pela web, dá tempo de mandar entregar se sua mãe m...
Honk Rio, o Festival Internacional de Fanfarras At... Entre os dias 06 de agosto e 09 de agosto de 2015 rolou o primeiro Honk Rio, o Festival Internacional de Fanfarras Ativistas. Uma experiência incrível...
A Revolução Cervejeira é Feminina! A cerveja artesanal está cada dia mais na moda. Mas cadê as mulheres fazendo cerveja? Elas foram as primeiras a fazer, merecem destaque novamente!
Carnaval em Muriquí Crônica divertidíssima de um carnaval em Muriquí, com direito a fantasia e altas peripécias baseado em fatos reais.
Cervejas Boas e Baratas – Sul Americana Beber é bom, principalmente quando a cerveja é boa. Além disso, é sempre bom quando uma cerveja é boa e também barata. É o caso da Sul Americana, da S...
Cerveja: as mulheres também bebem Quem disse que beber cerveja é um esporte para homens? As mulheres também bebem e muito bem todos os tipos de cerveja e gostam.