BardoBier: conheça a cervejaria baiana com toque nerd

Galera, conheci a BardoBier no lançamento de um dos seus novos rótulos, que já foi matéria aqui no PdB. A Dr. Jekyll me chamou atenção porque os produtores me revelaram que o conceito e o nome foi que inspirou a receita.

Seria o caminho contrário do que as cervejarias fazem de um modo geral. Mais que isso, a BardoBier traduz em rótulos personagens da literatura, dos games, ou até mesmo criam um personagem novo através das suas referências da cultura Nerd, para depois transformar em cerveja.

Eu achei esse estilo de produção e as receitas tão fodas que eu tinha que contar pra vocês sobre eles.

E como começou essa história da BardoBier?

BardoBier panela cervejeira

Partiu!

Tudo começou com a paixão do Mateus Magalhães por cerveja. Ele me contou que em meados de 2012 teve a primeira experiência com a cerveja não convencional. Na época ele bebeu um rótulo da Colorado, marca que hoje ganhou bastante espaço ao ser comprada pela gigante AMBEV.

Ao sentir o sabor de uma cerveja mais elaborada, Mateus se empolgou e dali pra frente passou a ter preferências por rótulos artesanais. Mesmo sem ainda entender direito quais eram os estilos, nem nada, ele caçava rótulo por rótulo a que mais lhe agradava, e simultaneamente passou a buscar todo tipo de informação acerca de produção de cerveja.

Um cervejeiro autodidata

Cervejeiro autodidata, Mateus abriu um canal no youtube e aprendeu a fazer cerveja enquanto produzia conteúdo. Sua primeira marca foi a Ôxe, mas a sociedade não durou muito e ele resolveu se reinventar. Então em 2016 nasceu a BardoBier.

Mas o que seria um Bardo?

bardo

Antes de contar sobre a marca e suas cervejas, é importante explicar o que é um Bardo. Para além do universo dos games RPG, o nome Bardo refere-se a um personagem da cultura celta, que tinha a tarefa de contar historias imemoriais. Em certa época gozou também de um papel legislativo e jurídico contribuindo com a preservação e interpretação de leis.

Agora que vocês já sabem o que é um Bardo, ficou fácil de entender por que a BardoBier conta histórias através das suas cervejas.

Agora vamos ver as cervejas da BardoBier

Tamahaac

rótulo TAMAHAAC

O primeiro rótulo dessa empreitada é o Tamahaac.

Tamhaac ou Tomahawk é um instrumento indígena similar a uma machadinha, muito comum em povos indígenas norte-americanos. O conto da Bardobier narra a história de um colono inglês que se afeiçoou por uma tribo e certa noite se percebeu envolvido num confronto entre duas tribos indígenas, sem saber o que poderia lhe acontecer.

“Quase não havia vento naquela noite, e a ausência da lua dificultava nossa visão. Era impossível, para mim, saber o que iria acontecer. Estava debruçado sobre um tronco podre, apertando os olhos para tentar enxergar alguma coisa entre as brumas e a escuridão. O chefe Egushawa aproximou-se sorrateiramente de mim, entregou-me seu TAMAHAAC e disparou em direção à floresta, ecoando berros agudos, acompanhado se sua tribo. Só me restava cantar junto a eles”.

A cerveja é uma American IPA. A IPA é um estilo naturalmente inglês, entretanto quando os americanos começaram a produzir, acrescentavam bastante lúpulo da sua região trazendo para IPA um toque mais americanizado, ou melhor, tornando a IPA Inglesa uma AMERICANA, pegaram o gancho da história?

Like a Virgin

rótulo Like a Virgin

O segundo rótulo fugiu um pouco a regra. Mateus tinha umas receitas consolidadas da sua primeira cervejaria e desejava trazer para a nova. Esta, uma American Wheat Beer 5,3% de ABV e 22 de IBU já estava pronta. Nas pesquisas o Mateus encontrou que esse estilo nasceu nos EUA na década de 1980, em pleno fervor da musica pop. Daí foi só pensar Norte Americana + anos 80 + POP = Madona e para ser mais especifico, Like a Virgin, icônico álbum lançado em 1984 que rendeu várias premiações à cantora.

Druída

rótulo Druída

O terceiro é Druída. Historicamente os druidas existiram. Segundo algumas lendas da cultura celta e Irlandesa, os Druidas eram os instruídos da sua sociedade na época. Eles possuíam algum conhecimento em medicina como um tipo de curandeiro, entretanto, também atuavam como legisladores e clérigos.

Porém, o rótulo da Bardo faz menção aos Druidas do universo dos games RPG. Estes são retratados como feiticeiros com forte ligação com a natureza, podendo falar com animais, transformar pessoas em pedra ou até mesmo fazer porções magicas.

O conto da Bardo versa o momento da aparição da protetora da floresta somente conhecida como A DRUÍDA. Apesar da inspiração na cultura europeia os mestres cervejeiros acharam melhor traduzir esse personagem numa receita de AMERICAN PALE ALE.

Mefisto

rótulo Mefisto

O quarto rótulo é baseado num personagem do poema trágico Fausto, ou Faust, uma obra prima alemã do século XIX escrita em duas versões por Johann Wolfgang von Goethe. A primeira parte foi lançada em 1808, sob o título Faust, eine Tragödie (Fausto, uma tragédia), a segunda foi publicada postumamente em 1832, intitulada Faust. Der Tragödie zweiter Teil in fünf Akten (Fausto, Segunda parte da tragédia. Em cinco atos).

Fausto narra a história de um intelectual que apesar de ser um dos humanos preferidos de Deus, perde a vontade de viver, ainda assim antes mesmo de morrer tem sua alma disputada como prêmio numa aposta entre Deus e um demônio denominado Mefisto.

Para materializar esse demônio em forma de cerveja a galera da Bardo lançou mão de uma receita de uma Belgian Golden Strong ALE com 5,3% de ABV e 22 de IBU. O rótulo traz o trecho da obra que narra o primeiro encontro entre Fausto e Mefisto.

Dr. Jekyll

cerveja jekyll da dr. beard barber

De forma colaborativa com a barbearia Dr Beard Barber, a Bardo já tem a Dr. Jekyll e soube que já trabalham num segundo rotulo, como não poderia deixar de ser a Mr. Hyde. Ambas baseadas nos personagens centrais do famoso conto britânico “O médico e o monstro”.

Um pouco mais sobre eles

Como vocês já poderam notar até aqui, os rótulos trazem além de informação sobre as cervejas, trechos dos contos que serviram de inspiração e sempre uma ilustração fodastica feita à próprio punho por Mateus. E eu quero colecionar sapoha S2.

Desde 2017, quando lançaram a Like a Virgin, a BardoBier tem 5 donos:

sócios da BardoBier

Bora beber!

  • Danilo Anunciação
  • Felipe Almeida
  • Henrique Brito
  • Mateus Magalhães
  • Victor Carvalho

Os meninos se dividem entre as atividades técnicas e administrativas do negócio. Mas cooperam em todos os setores, sobretudo nas pesquisas e composição dos rótulos.

Além de toda essa gama de rótulos, os moleques vão dar inicio a um projeto onde ao menos uma vez por ano vão lançar um rotulo especial limitadíssimo. Será uma receita que tenta fugir de guias de rótulos e sua produção será tão limitada que as garrafas serão enumeradas. O lançamento está previsto para o final do mês de junho.

Finalizando

Pessoal, a BardoBier vem crescendo de maneira bastante significativa. Sei que ainda não tem uma distribuição tão ampla, mas se vocês ficaram curiosos, podem entrar em contato com eles através das redes sociais e tentar negociar uma remessa.

Conversando com a galera, eles têm plano de expansão para esse ano. Inclusive sonham em expor nas grandes competições que rolam em todo Brasil. Eu curto ver gente apaixonada pelo que faz, e fazendo tão bem. Se tiverem oportunidade, provem e disfrutem além do sabor um conto em forma de cerveja. Tem jeito melhor de curtir literatura?

O que acharam? Já beberam?

Abs.

Você também gostará desses

Reality Show Eisenbahn Mestre Cervejeiro Vai rolar a versão 2017 do Eisenbahn Mestre Cervejeiro, mas agora com uma novidade, será uma reality show. Sim, exatamente isso. Confira as novidades!...
Steinhaeger Becosa quer conquistar o Brasil Um destilado alemão, produzido no Brasil, busca fazer sucesso por aqui. Apresentamos algumas maneiras de beber o Steinhaeger Becosa.
Ambev colorida! Ops… Colorado!!! Agora é sério, a Ambev comprou a Cervejaria Colorado. A gigante do mercado de bebidas aumenta seu leque de cervejarias nacionais compradas, logo após ...
White House Honey Ale: A receita da cerveja da Cas... Eis que o presidente dos EUA Obama começa a produzir cerveja dentro da Casa Branca, a White House Honey Ale. Confira todos os detalhes dessa nova empr...
Está comprovado: Cerveja é a bebida mais consumida... Conheça o panorama nacional do consumo de bebidas alcoólicas. Qual a bebida mais consumida? Quem bebe? E em que lugar do Brasil?
Cervejaria recicla resíduos e produz energia para ... É a cerveja contribuindo com a sustentabilidade do planeta e o bem-estar mundial!