Bebendo depois de um fim de relacionamento

“Veja o que você pode fazer, o que você pode beber e o que você deve ouvir depois de um fim de relacionamento. Aquele momento difícil onde você fica perdido e os seus amigos te socorrem.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (4 votes, average: 9.75 out of 10)
Loading...

Bem, aqui está você. É o fim. Provavelmente veio acontecendo aos poucos, mas sendo você o(a) romântico(a) que é, pensou que ainda poderia salvar a relação. De repente você se vê como um lutador de boxe, nos segundos finais do último round, pendurado nas cordas do seu corner. Já não há mais forças. Você é orulhoso(a). Mas o orgulho pode levá-lo(a) apenas a um ponto onde os ganchos de direita estão acertando o seu rosto como balas de canhão. Para citar o saudoso Charles Bukowski, você é “o campeão que caiu de joelhos”. Vida que segue, é um fim de relacionamento. Melhor sorte da próxima vez.

Amor, o vilão para um fim de relacionamento

Homem depois de um fim de relacionamento

Créditos: Steve Campion

Para citar novamente Bukowski , “O amor é um cão do inferno& #8221; Este cão é cruel e completamente impiedoso. Ele vai rasgá-lo em pedaços pequenos e lamber suas feridas com uma língua de lã de aço. Esse cão raivoso irá espremer o seu coração com suas fortes mandíbulas, e irá apertá-lo até que você possa quase sentí-lo parar de bater.

É como quando você pega aquela descida mais íngreme da montanha russa mais alta do parque de diversões. Enquanto você desce em alta velocidade, a inclinação irá gelar o seu estômago, e você terá a sensação que suas tripas estão enroladas na sola do seu sapato esquerdo. Foda-se! A dor é indizível. Talvez você tenha sido traído, talvez tenha sido você que cometeu a traição. Seja qual for a circunstância, acabou. E você está no mais profundo e escuro o inferno. E, estranhamente, este inferno é gelado demais.

Dores de um fim de relacionamento

Eis um fato: um coração partido dói mais do que uma perna quebrada. A dor do amor perdido é como uma coceira horrível no meio das suas costas. É terrível, e nem por nada você consegue alcançar o ponto onde irá sentir algum alívio. Na verdade, dificilmente você conseguirá encontrar algo que te dê um alívio, exceto por uma coisa: a sempre doce e muito amorosa bebida.

A bebida é sua amiga

Você já deve ter ouvido isso, mas agora mais do que nunca . Quando você realmente precisa de um amigo de verdade, para ouvir de você todos aqueles sentimentos e todas aquelas sensações horríveis, como quando você ora a Deus pela salvação de sua alma, chegar à prateleira de supermercado e pegar uma garrafa da sua bebida preferida pode ter o mesmo efeito.

Casal terimnando um relacionamento

Créditos: Peter Dutton

Se você ainda está em dúvidas e está passando por um fim de relacionamento, corra agora para o supermercado e toque aquela garrafa que em vários momentos só te trouxe alegrias. Sinta o vidro gelado na palma da sua mão. Depois volte aqui e me conte se este contato não te trouxe um puta conforto.

Este é um momento crucial na sua vida. É um teste de força e de vontade. Você pode ser forte o suficiente para superar o adversário incapacitante? Você pode ser resistente o suficiente para suportar um desejo de voltar para as situações que lhe causam ou causaram dor? Sim. Mas você vai precisar de ajuda.

Entre no Google e digite Whiskey e Rock ‘n Roll!

Esses dois companheiros fiéis estarão sempre ao seu lado e irão te segurar quando você for cair. Você tem que enfrentar cada dia com um copo cheio e uma música tocando na sua cabeça. Esta é a tarefa essencial que você deve executar ao longo do rito de domar o monstro. O cão raivoso está apertando o seu coração e precisa ser domado. É bem verdade que através dos dois meios mencionados você vai conseguir uma dor de cabeça horrível, mas o latejar em sua cabeça confunde o cão. Ele vai começar a pensar que está mordendo o órgão errado, e e começará a morder o seu cérebro. Isto irá oferecer um alívio temporário para a dor que você está sentindo no coração.

Mas o cão não é idiota . Ele vai logo perceber seu erro e voltará a apertar o seu coração com suas fortes mandíbulas. É por isso que você, lutador caído, deve seguir em frente . Não há um fim rápido para essa luta se você estiver jogando para valer . A verdade é que você ama essa pessoa que te magoou, e provavelmente sempre a amará. No entanto, se você quiser se recuperar totalmente de suas lacerações, para que você possa algum dia se sentir normal e pronto para amar novamente, você deve passar pelas seguintes fases:

Fase um: do primeiro ao trigésimo dia

Você está deitado em sua cama, em posição fetal, de tanta dor que sente. Comer e higiene pessoal foram temporariamente suspensos para economizar a energia necessária para lutar contra a dor. Esqueça vidros, pedras e misturadores. Beba tudo direto da garrafa! Para esta fase eu recomendo Broken Heart da banda de glam metal dos anos 80 chamada White Lion.

A banda pratica um hard rock com pitadas de pop, mas é honesta, e a letra irá te pegar em cheio. O refrão que diz “There is life even after a broken heart” funcionará quase que como uma oração. Eu também indico alguns álbuns apropriados: That’s Life do Frank Sinatra e Blood on the Tracks do Bob Dylan devem ajudar a aliviar a dor. Acho que quando Bob escreveu “Simple Twist of Fate “, ele sabia exatamente como você se sente. Engane esse cão mordedor. É a única chance que você tem.

Fase Dois: do trigésimo primeiro ao nonagésimo dia

Você está ficando mais forte. O esforço constante envolvido no combate à dor trouxe uma força que você achava que não estava lá. Anteontem você comeu uma promoção inteira do Mc Donald’s. Você está tomando banho novamente.

Agora você não cheira como um mendigo, e você começa a pensar em procurar sua(seu) ex para conversar. Não faça isso. Isso só fará você se sentir pior. Aqui está o segredo: a dor não vai embora. Você simplesmente se acostuma com ela, enquanto a entorpece com pequenas doses de álcool e rock and roll. Com o passar dos dias a sua tolerância ao álcool irá aumentar, e o mesmo acontecerá com a sua tolerância à angústia emocional. Você irá se acostumar com o peso e fortalecerá os seus músculos emocionais.

Você olhará para o espelho e começará a reconhecer alguém. De repente você se dá conta que a pessoa no espelho é você: “Cara, se eu passar por isso eu serei o(a) filho(a) da puta mais resistente ao redor do planeta”. Um álbum para te ajudar nessa fase? Thick as a Brick do Jethro Tull.

Fase Três: de quatro a sete meses

Você está ficando arrogante. Sua rotina está voltando ao normal: você já dorme e come como antes. Sua ingestão constante de destilados está aos poucos sendo trocada pela cerveja. Você já aceita os convites dos seus amigos para sair, e todos eles acham que você já está bem. Não tão rápido! Você pode até ter enganado seus amigos e amigas, mas não este autor. Aquele cão mordedor de corações é um bom filho da puta, e ainda te segue onde quer que você vá! Você sabe que mais cedo ou mais tarde ele pode voltar a morder seu coração com mais força do que antes.

Uma saidinha para a balada com os amigos e do nada você avista sua ex (ou seu ex) trocando beijos com alguém. Repentinamente todos aqueles sentimentos voltam. Você começa a tremer e queimar de raiva. Não faça nada. Não crie uma cena. Mesmo que esta pessoa mereça. Você quer dizer tudo o que sente, e quer que todo mundo ao seu redor saiba o que está sentindo. Esqueça! A luta não é entre você e ele(a). É entre você e você .

Depois de voltar para o inferno você irá sofrer uma pequena recaída, e voltará para algum lugar entre as fases 1 e 2. Procure seus amigos. Sair e beber com eles irá ajudá-lo(a) a recuperar o terreno perdido dentro de poucos dias . Dê uma chance a esse álbum: Powerage do AC/DC. A música “Kicked in the Teeth ” deve fazer você se sentir em casa. Quer uma música só? Here I go Again do Whitesnake. Enfrente a sua dor. Dome a sua dor. Aprenda que com o passar dos dias você irá possuí-la, controlá-la e fazê-la funcionar a seu favor.

Fase Quatro: do oitavo mês em diante

As lições que você aprendeu neste relacionamento são extremamente valiosas. Você passará a agir com mais cautela. Você entende a sua fraqueza e mantém a guarda alta, com o gargalo de uma garrafa em cada mão. Você está começando a voltar a ter contato com quem arrancou as suas tripas e te deixou na sarjeta. E esse contato é sadio, acredite. Um dia desses li, na timeline de uma amiga no Facebook, a pior analogia sobre relacionamentos que tive a infelicidade de encontrar na vida: “Terminar um namoro com “estamos terminando mas podemos continuar amigos” é o mesmo que dizer “ah, nosso cachorro morreu mas podemos continuar com ele”.

Ora, se você dividiu a sua vida com alguém, este alguém foi seu amigo ou amiga. O fim de uma relação amorosa não precisa ser necessariamente o fim de um relacionamento de amizade, por mais que neste relacionamento tenha havido erros. Não é assim com nossos filhos, irmãos, pais, parentes e amigos? Não confunda o cachorro que morde e aperta o seu coração com o seu bichinho de estimação!

Abandone o fato de que você ainda ama sua/seu ex, e que tudo o que lhe resta é este vira-lata que você adotou e que nunca vai te deixar: você. No entanto, agora você é o mestre – você amou, sofreu, morreu e voltou das cinzas para contar esta história. Não são os vira-latas os cães mais espertos? Você esteve em contato com suas emoções antes, mas depois disso, sua capacidade de sentir-se e de domar os seus sentimentos aumentarem de forma avassaladora. Você pode apreciar o trabalho que todas essas maravilhosas bebidas destiladas e esses talentosos compositores fizeram na sua vida. E você nem imaginava que isso seria possível.

Você fez isso. Agora você pode dizer: ninguém me derruba, porra! I’m hard as a rock!

A trilha sonora do sofrimento

Casal depois de um fim relacionamento

Créditos: chris spira

Eu já escrevi, aqui mesmo no PdB, um artigo sobre Bebidas e músicas para fim de relacionamento. O artigo era curto, é verdade, mas trazia a essência do texto que você lê agora. Talvez eu ainda não tivesse passado pelas 4 fases aqui descritas, e precisei superá-las para concluir o texto que você acabou de ler. Não importa. O importante mesmo é que você realize que todos nós, sem exceção, passaremos por isso. Não, você não é um coitadinho ou uma coitadinha. Você possui força suficiente para superar esta adversidade, e outras mil que surgirão na sua vida.

Eis aí uma lista de albuns que irá te ajudar a passar pelas quatro fases descritas acima. Não repetirei as músicas (e seus respectivos albuns) do último artigo, mas elas também te ajudarão. Clica lá e dê uma conferida!

Agora, abra a sua garrafa e vá curtir um som!

  • Blood on the Tracks – Bob Dylan
  • Murder Ballads – Nick Cave
  • That’s Life – Frank Sinatra
  • The American Recordings – Johnny Cash
  • Damaged – Black Flag
  • Powerage – AC/DC
  • The Colour and the Shape – Foo Fighters
  • Heartbreak Hotel – Elvis Presley
  • Saints and Sinners – Whitesnake
  • Fight for Survive – White Lion
  • Thick as a Brick – Jethro Tull

Você também gostará desses

Tristeza, bebida, música e alegria Quando a tristeza ataca nós temos que recorrer aos amigos, bebidas e às vezes a música. Nada como ouvir várias vezes a mesma música e beber com os ami...
O Efeito Isoporzinho nos Bares O efeito isoporzinho tem dado certo e alguns bares já começam a fazer promoções dos seus chopes e cervejas. Confira o impacto dessa ação em conjunto....
Casamento Gay = Um assunto de bar! Um assunto que ainda é polêmico é o Casamento gay. Muitos questionam, alguns não aceitam e o Papo de Bar abre uma discussão sobre o assunto. O que voc...
Qual é a sua Eterna Busca? A "eterna busca" do seu Jorge é a cachaça mesmo? Óh dúvida retardatária ignorante! Aproveitem o papo e revelem A sagatiba de suas vidas!
O poder desmascarante da serotonina O etanol, carregado pelo sangue, ao chegar no cérebro estimula os neurônios a liberar uma quantidade extra de serotonina, que regula o humor, prazer e...

Compartilhe:

  • Luciana

    Texto verídico infelizmente pra mim.