Cachaça, aguardente ou pinga?

“Cachaça, pinga ou aguardente? Afinal, qual é o termo certo para ser usado na mesa de bar? Explicações sobre todos eles, dúvidas, entre outras curiosidades sobre a nossa famosa marvada.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (26 votes, average: 9.12 out of 10)
Loading...

Créditos: nosololuz

Daí que na sexta-feira retrasada, dia 21 de maio, foi o grande Dia Nacional da Cachaça. Acabamos passando em branco na data, até porque o Dono do Bar fez uma homenagem pro dia da cachaça no ano passado, mas estamos aqui pra dar nossa moral pra marvada.

Apesar de poderem se referir à mesma bebida, as 3 palavras não são sinônimas.

Afinal, o que é o quê?

Aguardente é o nome de qualquer bebida obtida a partir da fermentação de vegetais doces. Já a cachaça, é o nome da aguardente de cana-de-açúcar. Segundo Maria das Graças Cardoso, professora do único curso de pós-graduação em tecnologia da cachaça no país, o nome foi criado no Brasil, no século XVI (ou 16 pra quem não sabe algarismos romanos), época dos grandes engenhos.

Créditos: cassifalcao

Para o Ministério da Agricultura, a denominação é típica e exclusiva da aguardente de cana-de-açúcar, produzida aqui com graduação alcoólica que varia entre 38% a 48%, a 20ºC.

Lei é lei

Pela lei brasileira, há até diferenças entre cachaça e aguardente de cana, que pode ter entre 38% e 54% de graduação alcoólica. Assim, toda cachaça é uma aguardente, mas nem toda aguardente é cachaça.

Mas e a pinga, a marvada?

Créditos: Hannap

Já a nomenclatura pinga é o nome vulgar da cachaça, assim como a grande marvada. Apesar de ninguém ter certeza da sua origem, a história mais aceita diz que a bebida ganhou o apelido dos escravos encarregados de um dos processos finais da produção, a destilação.

Quando ferviam o caldo da cana-de-açúcar nos engenhos, o vapor condensava no teto e pingava sobre eles. Pinganimim pinga…

Fonte: Revista Superinteressante

Você também gostará desses

Mineiras e cachaças Quem disse que mulher não bebe cachaça? Bebem sim, principalmente as mineiras, campeãs nessa modalidade e que ainda botam muitos homens no chinelo.
Algoritmo permite identificar bêbados em multidões... E se existisse uma tecnologia capaz de identificar bêbados em multidões!? Mais fácil controlar baderneiros? Seria invasão de privacidade? Venha debate...
Tequila, o verdadeiro afrodisíaco Uma amostra de como a tequila pode ser um afrodisíaco e algumas alternativas mais baratas caso você esteja sem grana.
A Cachaça conta com rigoroso processo produtivo Pegando um gancho de sustentabilidade devido ao Rio+20, vamos comentar sobre o processo de produção de uma cachaça. Os procedimentos, funcionamento, t...
Dia mundial da cachaça A homenagem do PdB para o Dia Mundial da Cachaça, curiosidades, história e a famosa caipirinha.
Tipos de Mulheres e suas bebidas Um toque feminino no PdB com nossa Loira dando dicas para os homens saberem mais sobre as mulheres e suas bebidas, e conquista-las de acordo com a beb...

Compartilhe:

  • Vivendo e aprendendo!

    Por via das dúvidas vou continuar pedindo "aquela" cachacinha.

    Geraldo Figueras

  • Contanto que esteja no meu copo, pra mim tanto faz 🙂

  • Lady

    Olha! rs..

    Nao sabia disso não!

    Gostei 😉

    • Victor

      E o seu sorriso é lindo!!!

  • "A Marvada Pinga qu me atrapanha" eita nóis, Nezita!!! Não sou muito chegada, mas uma pinga, aguardente, cachaça(WHATEVA),curtida tipo com mel e cravo(Gabriela), com Ervas( tipo hortelã, manjericão e CIA) é bão e gostoso dá umas "Bicoca"(uma beiçada, uns golinhos) pra dar um esquenta BRASIL!em ritmo de HEXA, vamo embora curtir uma bebidinha nacionalis! ( Putz, sorry, tô tosca!)

  • Pinga é um apelido carinhoso…

    E essa de pingar sobre os escravos,é bonito mas é meio história.Quem bebe cachaça MESMO,põe apelido na bichinha e manda "pingar"no copo.

    No meu trabalho tem várias nomenclaturas:

    goró;

    marvada;

    mineira;

    cabeça amarela (51);

    e a mais utilizada:FECHAMENTO!

  • WilL

    OOWWwww.. explicadissimo… deu até agua na boca…

  • WilL

    OOWWwww…explicadissimo de uma forma fácil… deu até agua na boca…

  • weber

    Há varias formas para saber qual é o momento idóneo para a colheita das nossas plantas, a cor dos pistilos, a cor dos tricomas ou o grau de dureza dos cabeços, são algumas das formas que aprendereis neste capítulo, se é que ainda não o conheceis. É importante fazer a colheita no momento justo já que assim obteremos maior quantidade com melhor qualidade, embora que plantas colhidas fora de tempo já seja por excesso ou por defeito, não devem despreza-las em absoluto, e com problemas por pragas, fungos ou chuvas, sempre é melhor recolher alguma coisa mesmo que não esteja pronta, que perdê-la toda. Recordem que os cabeços colhidos cedo de mais têm um efeito mais eufórico que se estivesse colhido na sua devida hora, enquanto que os que excedem serão mais relaxantes.

    Se nos guiarmos pelos estigmas (os pelitos dos cabeços), devemos fazer a colheita quando uns 70-80% destes estejam castanhos. Alguns cultivadores não colhem até que todas as folhas tenham amarelado, já que ao deixar de abonar nas últimas semanas a planta gasta até á ultima gota de alimento que possa ficar nas folhas, assim o sabor do cabeço é mais esquisito. Isto não é tudo verdade, podemos conseguir o mesmo com uma secagem lenta da planta já colhida, se bem é certo que não todos os cultivadores se podem permitir o luxo de esperar que a planta esteja pronta, normalmente por causa da impaciência.

  • Bruno

    obrigado pelo 16 (XVI)

  • Marcelo

    Só de ler esta matéria fiquei com vontade,por favor mais uma dose.

  • aparecido andrade silva

    para darmos o valor merecido ao nosso produto mais antigo, e agora reconhecido mundialmente, nada melho que chamarmos de cachaça,