Cerveja: as mulheres também bebem

Olá leitores do Papo de Bar. Sou a Madame Cerva e estou aqui, a convite do Dono do Bar, para escrever sobre mulheres e álcool. Mulheres também bebem e eu não sei o PORQUÊ os homens esquecem isso.

Ontem eu presenciei claramente esse esquecimento. Fui ao bar do italiano para fazer a degustação de cervejas para o Traz o Amendoim, blog que eu faço parte.

Fato consumado e consumido

Cheguei e pedi uma Weihenstephaner. A Bia, gentil atendente que nos atendeu, trouxe serviu, experimentei, anotei, tirei fotos, o de sempre.

Apareceu o Italiano e conversamos sobre cervejas, blogs e afins. Depois veio a gerente, um garçom, e outro, todos conversaram conosco, trocando informações sobre as cervejas, curiosidades, histórias, métodos de produção.

Até que aconteceu o esperado…

Mas quando eu pedi a La Trappe, ouvi a frase para fechar a noite:

Nossa, legal, você entende mesmo de cerveja. É difícil encontrar mulher que conheça assim.

E lembrando do dia que falei que a cerveja estava choca e o dono do bar não acreditou em mim por ser mulher, pensei: “Ahh mundo machista, mulheres também bebem pow.” Inclusive a Lady Margarita comentou num post para nós mulheres.

As mulheres bebem e sabem que estão bebendo.

E existem provas disso

Cilene

Um exemplo de orgulho a raça é Cilene Saorin. Morram de inveja meninos, pois essa mulher é mestre cervejeira, presidente da Associação Brasileira de Profissionais em Cerveja e Malte e beer sommelier, leciona gestão sensorial na indústria cervejeira na Universidad Politécnica de Madrid, faz parte do conselho da Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo para o curso de Tecnologia de bebidas e faz parte de jurados degustadores profissionais de cerveja dos eventos World Beer Cup nos EUA e European Beer Star na Alemanha.

E além de todo esse curriculum, Cilene também fez um curso em São Paulo de degustação de cervejas voltada às mulheres. Ufa! Não é a toa que sou fã, que me inspiro nela e é orgulho ao time feminino.

Um depoimento de Cilene diz que mulheres precisam perder a imagem de objeto para ter a imagem de sujeito. Quem quiser vê-la, ela participou do programa “bytes and beer”

Parte 1

Parte 2

Nós não vamos mais fazer compras para conversar, nós sentamos numa mesa de bar para beber um chopp, sabemos diferenciar entre Antarctica e Brahma, bebemos tequila sem fazer cara feia (nem sempre) e algumas sabem diferenciar cervejas pilsen de ale, de trigo para rapadura igual vocês meninos e gostar de cerveja não tira nossa feminilidade.

Pronto, um desabafo de bêbado e avisando, se quiserem alguém para um choppinho ou uma degustação é só chamar. Até a próxima.

Você também gostará desses

Hino Nacional da Skol O Hino Nacional numa versão simpática, criativa e acima de tudo etílica. Confira!
Cerveja tira medalha de equipe sueca nas olimpíada... Você sabia que o primeiro anti-doping em uma olimpíada foi causado por consumo de cerveja antes de uma prova de pentatlo? Isso aconteceu nas olimpíada...
Harmonização de Saladas e Cervejas pro verão Nesse calor o organismo pede comidas mais leves. E que tal uma harmonização de saladas e cervejas? Veja como harmonizar os tipos de saladas com difere...
Como pedir uma cerveja ao redor do mundo Aprenda a pedir a sua nobre cerveja em diversos lugares no mundo, nas principais línguas do mundo. quando for para o exterior, estude como pedir a sua...
A cerveja a prova de ressaca Cerveja a prova de ressaca! Imagine só beber um monte, e nem um sintoma de ressaca!? Não imagine mais, essa cerveja já existe!
E se os clubes de futebol fossem bebidas? E se o seu time de futebol fosse uma bebida, qual ela seria? Você saberia? Veja qual bebida o seu time de futebol seria. Dê sua opinião sobre a relaçã...