cerveja que não esquenta

Como assim uma cerveja que não esquenta?

“Você já imaginou uma cerveja que não esquenta? Pare de imaginar e vamos para a praia, chegou a japonesa Kirin Frozen, a cerveja que não esquenta!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (1 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Tenho certeza que é essa a pergunta que vocês me farão ao ler esse artigo! Como assim uma cerveja que não esquenta?

É isso mesmo molecada marota, uma cerveja que não esquenta foi a sensação de agosto último, no japão.

Cerveja que não esquenta?

cerveja que não esquenta

2 cervejas trincando!

É isso mesmo, jovens Salmo salar (tenho uma história triste sobre esse animal). Não sejam incrédulos e não duvidem!

Vocês sabem que a Schincariol foi comprada por um empresa japonesa certo? É a Kirin Holdings Company, que aqui no Brasil responde por Brasil Kirin.

Eles tem uma cerveja muito popular no Japão, a Kirin Ichiban, que inclusive já fizemos o review.

Tá, mas você não disse nada sobre cerveja que não esquenta…

cerveja que não esquenta

A mágica está toda na espuma?

Tá bom, vamos lá seus apressados.

A Kirin Frozen, é uma cerveja que ao invés de ter uma formação de espuma comum, utiliza uma máquina como essas de iogurte para adicionar ao topo da bebida uma espuma congelada, com temperatura aproximada de -5ºC. Os amantes mais puristas da bebida realmente vão se chocar com uma alteração na carbonatação com essa. Mas a vantagem é que a empresa garante uma cerveja gelada por até 30 minutos, em ambientes com temperatura de ate 40ºC. Realmente é um diferencial, não!?

Para não alterar o sabor os produtores da cerveja garantem que não há adição nem de água, e nem de gelo na espuma / cobertura.

Um pouco mais sobre o processo

cerveja que não esquenta

Agora tudo ficou muito mais simples

É engraçado, mas não consigo não me meter em um processo físico / químico 😛

Explicando mais um pouco o que acontece, a espuma faz uma espécie de tampão térmico na cerveja, impedindo que ela troque calor com o ar fora do copo, e forçando a troca de calor com a própria espuma, garantindo assim que ela tenha sempre como continuar trocando calor com uma substância mais fria do que a própria cerveja, garantindo o líquido bem gelado por muito mais tempo do que o normal.

E apesar de muita gente torcer o nariz para uma cerveja com espuma “artificial”, a cerveja tem vendido como “água” nos estádios de baseball do japão.

Finalizando

E você, o que acha da ideia?

Daria um voto de confiança para a Kirin Frozen? Deixe sua opinião nos comentários “faizfavô” 😉

Ah, e não esquece de seguir o Drunk McLovin lá no Facebook

Fontes: Dica da Andrea Ázaro no Facebook, Artigo no Catraca Livre e no Wells And Young& #8217;s

Você também gostará desses

Bayern de Munique e Paulaner: O melhor jeito de ce... No último sábado (11/05) o FC Bayern de Munique sacramentou o título de campeão alemão. Confira a parceria entre o Bayern de Munique e Paulaner, uma p...
Como é medido o teor alcoólico da cerveja? Um artigo mostrando como é medida a graduação alcoólica, o percentual alcoólico das cervejas através dos valores de densidade original e final, entre ...
Bohemia lança a primeira Fábrica de cerveja 3D O Dono do Bar indica uma super viagem virtual e cultural por dentro de uma das mais famosas fábricas de cerveja do Brasil. Imperdível!
Homens x Mulheres, quem cai primeiro? Nessa terça, vamos mediar uma discussão que pode existir a anos. Quem é que bebe mais, os homens ou as mulheres? E quem fica bêbado primeiro? Essas e ...
Futbol Beers: Cerveja + Futebol = Arte O incrível trabalho do artista uruguaio Pablo Cáneca, chamado Futbol Beers, pega os principais times de futebol do mundo e transforma em garrafas de c...
Mulheres: Como ficar bonita usando CERVEJA! Algumas dicas para mulheres fazerem com a cerveja, além de beber. Cerveja serve tanto para pele quanto para os cabelos. Servem até mesmo para fronhas ...

Compartilhe: