Como preparar Goulash

Se tem uma coisa que o Leste Europeu tem bom é a diversidade de sabores. Os caras realmente sabem apimentar uma comida e “esquentar o pé”, como dizia minha momis, em dias frios. Exemplo disso, além do Goulash, é a bebida mais popular do país, a Palinka, que basta você tomar uma pequena dose para esquentar até suas gerações futuras. Diria que é um level hard baseado na potência da tequila. Não é fácil não. E isso foi só para abrir o apetite 😉

Me vê um Goulash?

Quando viajo sempre busco pelos pratos típicos, e chegando na famosa capital do Império Austro-Húngaro, não tinha como não pedir esse delicioso prato quente carinhosamente chamado de Goulash.

Em uma comparação com as terras tupiniquins, é a nossa tradicional feijoada marota de sexta-feira. Todo mundo come até lamber os beiços. Eu não podia ficar de fora, né?

Ingredientes para o Goulash

Tigela de Goulash

  • 5 colheres de óleo vegetal
  • 3 cebolas, cortadas em rodelas
  • 2 colheres (sopa) de páprica doce – húngara
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora
  • 1,250 kg de carne bovina de sua preferência, cortada em cubos grandes
  • 150 g de extrato de tomate
  • 450 ml de água
  • 100 ml de conhaque
  • 1 dente de alho amassado
  • 1 colher (chá) de sal

Modo de fazer o Goulash

Tigela de Goulash

Créditos: Erik Lopez

  1. Vamos começar com uma bela marinada. Em uma tigela média, misture a páprica, o sal e a pimento, o conhaque e 100 ml de água. Cubra a carne com esta mistura de condimentos e deixe repousar por 1 hora.
  2. Numa panela grande ou numa caçarola, aqueça o óleo em fogo médio e cozinhe a cebola, mexendo frequentemente até que esteja macia. Retire a cebola da panela e reserve.
  3. Leve a carne, junto com os temperos, para a panela onde a cebola foi cozida e doure a carne dos dois lados.
  4. Volte com a cebola para a panela e acrescente a água, o extrato de tomate, o alho e o restante do sal.
  5. Reduza o fogo para a temperatura baixa, tampe a panela e cozinhe por mais ou menos 2 horas, mexendo ocasionalmente, ou até a carne ficar bem macia.

Você pode servir com arroz branco ou da melhor forma húngara, com um tipo de macarrão pequenino no estilo parafuso. Uma massinha de farinha de trigo, água e ovo. Se quiser uma frescurite extra, coloque um pouco de salsa picada em cima, para dar uma cor diferente.

Finalizando

A receita original não é bem assim, pois não leva o conhaque. Mas eu sou PHYNA e adoro uma mistureba etílica na comida. Não resiti e lançei um toque de Midas nessa maravilha. Confesso que, modestamente falando, ficou bem melhor dos que comi nos restaurantes de Budapeste. Daí você tem duas opções: fazer e me contar se é bom ou viajar para Hungria e provar direto da fonte 😉

Você também gostará desses

Petiscos de Boteco: Bolinho de arroz Confira a receita e como preparar o delicioso petisco de boteco, o bolinho de arroz. Simples de fazer, bem barato e gostoso. Prepare agora seu bolinho...
Frango à passarinho com maionese Veja a receita de um dos petiscos mais famosos e solicitados nos botecos do Brasil, o Frango à Passarinho, só que de uma maneira diferente, feito com ...
Joelho de Porco na Cerveja Aprenda a preparar a receita de um delicioso Joelho de Porco na Cerveja, uma receita de origem alemã e bem comida nas Oktoberfests da vida. Confira ag...
Filé flambado no conhaque com pimenta verde Veja como preparar um prato delicioso e que rola bastante na França, é o Filé flambado no conhaque com pimenta verde. Uma mistura deliciosa e ousada. ...
Cebola do Outback com molho de whisky Aprenda a fazer a famosa e deliciosa cebola do Outback, um petisco famoso e apimentado que dá um certo trabalho de fazer, mas que o resultado final va...
Brigadeiro de Champagne Veja uma deliciosa receita de uma das sobremesas mais desejadas e feitas no mundo, o brigadeiro de champagne. Uma variação com a bebida nobre com choc...