A história da Wäls: Cerveja e Arte

Das mãos da família Pedras Carneiro para o mundo. Precisamente no dia 29 de novembro de 1999, nasceu a cervejaria Brasileira que futuramente romperia todas as fronteiras com suas obras de arte. Fundada pelo queridíssimo casal Miguel e Ustane, a Wäls nasceu das mãos da família Pedras Carneiro, em Belo Horizonte.

A família sempre foi muito fã de cerveja, e a Dona Ustane me confessou que seus filhos, Thiago e José Felipe – hoje responsáveis pela marca – estudaram sobre cerveja desde muito jovens e sempre estiveram envolvidos com as criações da Wäls.

O início da Wäls

fundadores da Wäls

Nos primeiros 8 anos a cervejaria se dedicou a produzir apenas cerveja pilsen. Com a abertura do mercado para produtos mais elaborados, os irmãos Carneiro decidiram começar em 2008 a produção de seus rótulos especiais inspirados nas tradicionais escolas cervejeiras: Belga e Tcheca.

E a história não poderia ser outra. A ascenção da marca foi tão avassaladora e a quantidade de prêmios que ela acumulou tão impressionante, que em 2012 a Wäls recebeu o título de melhor cervejaria da América do Sul na South Beer Cup. No mesmo ano foi feita a primeira parceria internacional de uma microcervejaria nacional com uma cervejaria estrangeira, em que um dos mestres-cervejeiros mais renomados do mundo, Garrett Oliver, editor chefe do livro The Oxford Companion to Beer, da Universidade de Oxford e cervejeiro da Cervejaria Brooklyn de Nova Iorque, criou juntamente com a Wäls a primeira cerveja feita com cana de açúcar do mundo, a Wäls Saison de Caipira.

Premiação e mais sucesso

Em 2013 a cervejaria foi premiada com o título de “Cerveja do Ano” com o rótulo Wäls Bohemia Pilsen, que obteve a maior nota dentre 500 rótulos julgados no maior concurso nacional de cervejas. Em abril de 2014, a cervejaria foi premiada na Copa do Mundo da Cerveja, o maior concurso internacional de cervejas, em Denver (EUA). Levou o ouro com a Wäls Dubbel e prata com a Wäls Quadruppel.

Tanto sucesso chamou atenção da gigante Ambev que em 2015 comprou parte da marca se tornando sócios do empreendimento e trazendo os irmãos Pedras Caneiro para o departamento de inovação da Bohemia. Na época, Daniel Wakswaser, diretor de marketing da Bohemia, afirmou que o objetivo era unir o melhor dos dois mundos e trocar experiências para continuar surpreendendo os consumidores.

Ambev e tudo mais…

Os sócios da Wäls garantiram que suas receitas continuariam sem qualquer modificação, mas novas colaborações iriam surgir. A Wäls já produzia 500 hectolitros de cerveja por mês e contava com faturamento anual de cerca de R$9 milhões.

A parceria com a Ambev levou a Wäls para o mundo e em 2017 a empresa foi considerada a melhor cervejaria do Brasil pelo RateBeer, o maior rancking cervejeiro do mundo. Neste mesmo ano a cervejaria esteve presente na Páscoa da loja de chocolates finos Kopenhagen, numa edição especial de um ovo que acompanhava o premiado rotulo Wäls Petroleum.

Mais e mais história

Wäls

Ainda em 2017, a cervejaria inovou mais uma vez lançando o espetacular ateliê Wäls, o maior barrel room da América Latina. Com projeto arquitetônico assinado por Gustavo Penna, o empreendimento é como diria os próprios donos “Uma barrica gigante, no meio das montanhas de Minas Gerais” ou como diria dona Ustane, “A capela Sistina da cerveja”.

São 21 torneiras de chopp, sendo 10 delas opções de cervejas exclusivas produzidas no próprio Ateliê e servidas on tap, além das cervejas já existentes da marca.

A ideia de envelhecimento de cerveja em barricas não é em si uma novidade, mas a forma como a Wäls trabalha a técnica, sim. Foi necessário muitos estudos para chegar ao resultado que os meninos desejavam. Além de barricas que no passado envelheceram vinhos, whiskies, bourbon, cachaça e conhaque, a marca ainda tem barricas que foram criadas sob seus moldes e exigências, barricas novas criadas para envelhecer somente cerveja.

A Wäls Cuveé Carneiro é um belo exemplo desse processo, a bebida é envelhecida em barril de cachaça por 3 anos.

Wäls e refermentação de cerveja

Hoje, além dos rotulos tradicionais e a linha sazonal, a Wäls é pioneira na técnica de cervejas refermentadas e em novos processos produtivos, como o método champenoise para cervejas. Apenas 5 cervejarias no mundo detêm esta técnica. A Wäls Brut – minha paixão – é excelente exemplo dessa técnica.

Hoje são 21 rótulos de diferentes estilos que pretendem agradar até o mais sofisticado paladar de gregos e troianos. Difícil é encontrar um rótulo preferido ou que não tenha sido premiado. Tanto que nem vou ousar descrever aqui, vai lá no site deles para vocês testemunharem o que eu estou dizendo.

A novidade agora é a Wäls Sirius, a cerveja de ouro. Uma cerveja tipo lager com adição de favas de baunilha na maturação, um brilho dourado incrível que traz movimento à cerveja quando você balança o copo.

Finalizando

Ateliê Wäls

Galera, o que eu mais gosto na marca é a paixão que eles colocam nos seus produtos. Apesar do tamanho da empresa. não enganem, todo o processo recebe de perto a fiscalização e a paixão dos irmãos Pedras Carneiro.

Conheci Dona Ustane ano passado e ela exala orgulho do patrimônio que a família construiu, e que vai muito além da empresa, tanto sim que no auge do sucesso ela e Sr. Miguel deixaram o comando da Wäls com os filhos e se mudaram para os EUA, onde fundaram a NOVO BRAZIL, uma cervejaria Norte Americana, porém, com alma brasileira, e que já coleciona varias medalhas internacionais. Mas essa é uma história que eu conto depois.

E você, o que acha da Wäls?

Abs.

Você também gostará desses

Dia do Químico 18 de Junho é o dia do químico, então nada melhor do que juntar as duas coisas que me movem todo dia: química e álcool. Confira agora!
Bares e cervejas: Revezamento 4×100 Você acha que os bares da sua cidade fecham cedo demais? Vá com seus amigos de bar em bar fazendo um revezamento! Aqui, o Dono do Bar conta sua saga e...
Cerveja e Marketing Digital Uma ótima campanha feita para uma cervejaria, um desafio feito pela cervejaria Spendrups à sua Agência para conseguir uma Campanha diferenciada, total...
Minhas latinhas Todo mundo um dia já colecionou latinhas ou conhece alguém que fez isso. Pois essas pessoas ainda existem e o Dono do Bar mostra pra vocês a incrível ...
Oscar 2013 e a cerveja Veja alguns filmes dessa premiação do Oscar 2013 que tinham alguma coisa a ver com cerveja. Desde o filme do divertido urso Ted até o Django, de Taran...
Sacola de Cerveja Garrafas e latinhas? Que nada! Numa cidade na China a cerveja vem na sacola mesmo.