Síndrome de Korsakov

Camaradas de plantão do PDB,

De antemão venho pedir desculpas por me ausentar por tanto tempo, ocorre que sofri um acidente (não foi por causa de Vodka, fiquem tranquilos!) e tive de imobilizar o braço por um longo prazo de tempo, o que me impossibilitou de postar.

Chega de lenga-lenga e vamos nessa, até porque ninguém veio aqui pra saber da minha vida, não é mesmo?

Então, segundo o meu Ilustre amigo Sr. Ávido de Vino, como o tema da semana no PDB é sobre saúde, com o post: “Vinho e Ressaca. Porque alguns vinhos tintos causam dores de cabeça?“, que diga-se de passagem ficou sensacional, resolvi dar continuidade ao tema para um final de semana saudável.

Por acaso vocês já ouviram falar em SÍNDROME DE KORSAKOV???

Acredito que pouquíssimos por aqui dirão que sim, outros irão perguntar se é algum dos meus parentes ou um amigo distante, ou quem sabe até alguma vodka nova que acabaram de lançar no mercado. Bom, não é nada disso bando de ébrios incondicionais!!!

Raio X de um cérebro

A síndrome de Korsakov é uma neuropatologia associada à carência de Vitamina B1 (tiamina), traumas cranianos, encefalite herpética, intoxicação pelo monóxido de carbono e indiretamente mas muito comumente ao alcoolismo agudo, pois o álcool prejudica a capacidade do organismo de absorver a Vitamina B1. Essa vitamina está associada à transformação do ácido pirúlico (que ácido bizarro é esse meu povo? Nada contra quem gosta hein!), que por sua vez realiza transformações bioquímicas de proteínas, gorduras e especialmente hidratos de carbono, sendo que em sua ausência as células nervosas são as mais afetadas.

Em suma, isso é uma doença básica que podemos vir a ter um dia, ou seja, doença de bebum, o mais engraçado é que ela foi descoberta por um Russo, porque será? 😀

Sintomas da Síndrome de Korsakov

Os sintomas da Síndrome de Korsakov são a amnésia anterógrada, amnésia retrógrada e muito comumente a confabulação e uma desorientação temporoespacial. Acompanham esses sintomas uma severa apatia e desinteresse por parte do doente, que muitas vezes não é capaz de ter consciência de sua condição.

Bêbado de boca aberta

Ou seja, aquele pinguço que vive perambulando pelo seu bairro, ou pela cidade; aquele mesmo, que anda como um OMNI ® (Objeto Móvel Não Identificado) pelas ruas sem saber quem é, onde está, em que planeta habita e etc; aquela figura que parece viver a La “Alegria alegria” do Caetano Veloso, tipo: “caminhando contra o vento, sem lenço, sem documento“, então, esse é um caso clássico de Síndrome de Korsakov.

A amnésia anterógrada está relacionada com o comprometimento da memória de curto prazo, ou seja, o doente se torna incapaz de formar novas memórias a partir do momento em que desenvolve a doença, e a amnésia retrógrada está relacionada à memória de longo prazo, assim o doente perde grande parte da memória que havia se formado antes da doença. É baseado nessa severa condição que o neurologista Oliver Sacks (em “O homem que confundiu sua mulher com um chapéu”) relaciona a síndrome de Korsakov à perda da identidade, pois vítima de uma amnésia retro-anterógrada o doente perde por inteiro sua linha biográfica, sua história, e permanece incapaz de construir outra, sendo obrigado a viver como uma pessoa sem história de vida. Essa linha seria fundamental para a formação do senso de identidade na consciência.

Caraca, confundir a mulher com um chapéu? Não seria melhor confundi-la com uma garrafa de vodka das boas? Hein, hein, hein? 😀

Jeremias bebum como astronauta

Como conseqüência desse severo quadro é que ocorre a confabulação, que seria uma tentativa do doente de preencher suas lacunas mnemônicas com imaginações e ficções aparentemente verossímeis, nas quais ele próprio poderia acreditar. Outra conseqüência seria a desorientação temporoespacial, claramente causada pela incapacidade da pessoa de marcar sua existência no tempo.

É fera, DORME COM UM BARULHO DESSE!

Bêbado dormindo cercado por garrafas

Não é mole não, ou melhor, não dêem mole senão o Russo Korsakov pode te pegar de jeito numa dessas noitadas de farras etílicas.

Mas podem ficar despreocupados quanto ao súbitos esquecimentos pós-biritadas camaradas, pois existe uma grande diferença entre Síndrome de Korsakov e o famoso BLACKOUT ALCOÓLICO, mais conhecidos como AMNÉSIA ALCOÓLICA, vejamos:

Blackout Alcoólico

Bêbado conversando com estátua do Carlos Drummond

Nesse caso o pé-de-cana sofre amnésia, mas sem a perda da consciência, ou seja, o bebum consegue estabelecer uma conversa (mesmo que esta seja sem pé nem cabeça), ou executar outros atos normalmente, entretanto, após ficar sóbrio, não lembrará das besteiras que praticou. O blackout é observado em alcoolistas crônicos, porém, nada impede que aconteça em indivíduos não-alcoolistas que tenha bebido demasiadamente. Tal situação tem grandes chances de acontecer quando a pessoa ingere grandes quantidades de álcool rapidamente, mais chance ainda tem de acontecer se estiver de estomago vazio. (Pois como diria minha mãe: “Saco vazio não pára em pé”. Portanto, camaradas comam antes de beber a alma, ok???).

SÍNDROME DE KORSAKOV

Hypothalamus

É atribuída a uma lesão no diencéfalo1, especificamente no núcleo dorsomedial do tálamo e nos corpos mamilares (uuuhmmmmmm!!!), que, como vistos, são essenciais na construção da memória, o que causaria a amnésia anterógrada. Para agravar esse quadro ocorre também atrofia cortical generalizada, afetando especialmente o lobo frontal e temporal. Essa lesão no córtex seria a responsável pela amnésia retrógrada e até mesmo uma complicação à já existente questão da identidade, sendo que o lobo frontal tem enorme importância na formação da personalidade e na integração de inúmeras informações corticais.

Resumindo, você fode uma parte do seu cérebro tomando cana! Tem que ser muito pinguço né não?

Finalizando

Por fim, espero ter contribuído para adicionar um pouco mais de cultura aos nobres camaradas ébrios de plantão!

Saudações a todos!

Cordialmente, Borislay Ressaks

Bibliografia

  • DALGALARRONDO, Paulo. A memória e suas alterações. In:___. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. Porto Alegre: Artmed, 2000. Cap. 15, p. 91-99.
  • CABRAL, R. J. Para compreender a psicopatologia geral. Belo Horizonte: Santa Edwiges, S.D.
  • YUDOFSKY, Stuart C.; HALES, Robert. E. Aspectos neuropisiquiátricos da memória e amnésia. In:___. Compêndio de Neuropsiquiatria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996. Cap.13, p. 201-212.
  • ROCA, M. P. Características del síndrome de Korsakov. Mèdica de Tarragona. Barcelona, 2004. Disponível em: . Acesso em: 23 mar. 2006.
  • Disponível em: . Acesso em: 15 ago. 2008.

1 O diencéfalo é a região situada na base do cérebro que inclui o epitálamo, o tálamo, subtálamo, hipotálamo, as glândulas hipófise e a epífise.

Você também gostará desses

Homenagem a gripe suína Uma homenagem pra gripe suína que vem preocupando o país e o mundo. Nada de álcool em gel nas mão, o negócios é beber.
Práticas idiotas: O “vodka eyeballing”... Algumas práticas idiotas que alguns bêbados fazem como o Tequila Suicide e o Vodka Eyeballing, casos de morte relacionados à pratica, entre outras opi...
Dia dos Namorados O que você acha do Dia dos Namorados? Aqui vai uma opinião de alguém que nunca namorou mas presenciou vários namoros de amigos e possui uma opinião fo...
Travecos do Boteco O Ogrostronomia e o Papo de Bar atacam agora como travecos do boteco. Nada de musas, mulheres bonitas, agora são só ogros experimentando bebidas forte...
Peculiaridades de um bar – O bêbado chato Todo mundo já passou pela situação de encontrar em bêbado chato e inconveniente no bar, ele encher o saco, te oportunar, mexer com sua namorada, etc....
Bebo, logo mando mensagens Quem que nunca mandou uma mensagem para o(a) amado(a) depois que bebeu algumas doses? Veja uma jornada de como não se fazer isso.