The point of no return

“The point of no return, ou o ponto sem volta, nada mais é do que onde algumas várias doses de tequila pode te levar a fazer ou onde não ir. Confira!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (2 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Créditos: drinkstudio. com

Você, assim como eu, se considera um bebedor nato. Certo? Você, assim como eu, já passou por porres homéricos, DRs sem motivo, arrancou o espelho do carro, falou o que não devia, e se ajoelhou em direção à Meca em frente a um vaso sanitário – alguns, dizem, utilizam pneus velhos, enfim, cada um cada um.

Enfim – enfim de novo -, você já está maduro com o alcoolismo, é um alcoolicista de primeira, conhece os seus limites, sabe beber e não estragar tudo, afinal, o diabo sabe mais por experiência do que por diabo – eu discordo, mas isso é outro assunto. A última vez que você falou “eu nunca mais vou beber assim” foi realmente a última vez. Até a próxima que você caga tudo de novo.

What the fuck?

Após meu último descarrilamento hepático, justo na festiva data em que comemorava meus vinte e oito anos em uma brilhante ode à alcoologia, tentei fazer os cálculos: eu comecei a conversar efusivamente à partir da terceira caipirinha. Na quinta, já estava tocando violão e cantando Tim Maia

A sexta foi utilizada como extintor de incêndio, afinal fui presenteado pelo dono do bar com uma dose de tequila prata. A sétima, creio eu, foi compartilhada com outras doze pessoas, enquanto me empurraram mais três doses da mexicana impiedosa.

Após isso, as dosagens se confundem com cenas de periculosidade – deitar no meio do asfalto não é recomendável -, um choro infantil e súbito – “eu não acredito que ela teve a coragem de me dar um pé na bunda!” -, e, claro, a primeira de muitas conferências com Mr Boss. Hugo Boss. No banheiro feminino de um bar distantes 10km de onde começou a noite, coisa que até hoje não faço idéia como foi acontecer.

What the fuck?[2]

O que me levou a pensar no título desta verborragia escrita. O point of no return (sim, podemos traduzir para ponto sem volta, momento sem volta, tanto faz, mas eu gosto de alguns termos em inglês, whatever), aquele momento em que a linha temporal rompe devido a um pequeno, quase insignificante, filhadaputamente escrota dose a mais.

Com essa quantidade com certeza você cai.

[ /caption]

Créditos: sjsharktank

Digamos: 5 tequilas, em determinada noite, você cura com 1 litro de água, um Quarteirão no McDonald’s, e duas Neosaldina. Agora, por uma fanfarronice do destino, 5 tequilas e ¼ você não cura nem em templo hare krishna. A cura vem através da punição: giros intermináveis na cama e um nada sensual abraço no vaso sanitário – lembre-se: pessoas botam a bunda ali.

Finalizando

Tenho aqui um dever como jornalista profissional em conduzir uma investigação precisa sobre os reais acontecimentos bioquímicos que acarretam o fucking point of no return. Mas eu digo um grande foda-se ao profissionalismo e deixo que vocês respondam.

Por enquanto, me permito um pouco de ignorância e bato o martelo: não são 5 tequilas que te fazem mal, e sim aquele ¼. Certo?

Você também gostará desses

A Saga de Ermelinda Vocês conhecem o Forrest Gummy, o contador de histórias estílicas? Pois leiam uma de suas histórias, sejam elas verídicas ou não!
O bêbado e a língua É melhor falar ou pensar duas vezes? Em alguns casos a segunda opção é mais válida, mas quando se está com algumas cervejas pra dentro, complica....
50 Tons de Tinder – Encontro 4 Armando conta sua jornada ao sair com a quarta menina do Tinder, um encontro pra lá de engraçado e com gostinho de quero mais.
Era uma vez o acabado – 4 Moya vai a um boteco pé sujo beber e ouvir algum tipo de música, quando encontra uma mulher mais velha, triste e enchendo a cara. Os dois bebem conver...
Alice viajando no país das maravilhas O conto de fadas Alice no País das Maravilhas visto de uma forma etílica e meio transtornada...
50 Tons de Tinder – Apresentação Tudo vai bem num relacionamento, quando de repente, acaba tudo e temos que seguir na vida de solteirice. Pra isso temos a ajuda do aplicativo Tinder, ...

Compartilhe:

  • Isso me faz lembrar de uma amiga que bebe muita tequila, mas muita mesmo. Reza a lenda que ela ficou nessas condições deploráveis também, mas foi com nada menos que 17 shots de tequila. DEZESSETE…

    Mas acredito que possa ter sido 17 e ¼

  • Douglas Santos

    Com certeza o que mata é sempre o 1/4 a mais.

  • Johnny

    Com certeza eu cheguei a essas condições graças ao 1/4 depois da 9ª esse maldito 1/4 desceu rasgando a garganta ai não tive escolhe e precisei me refrescar com uma bela caipirinha e depois disso ja não me lembro muito bem !!!

  • Rodrigo de Sá

    Não sei quanto a vocês, mas pra mim esse 1/4 é randômico, geralmente aparece quando menos espero.

    E depois dele, aparentemente meu cérebro dá um reset e ignora tudo que bebi antes, e começo a beber como seu não tivesse bebido nada. O que faz que no dia seguinte as pessoas geralmente me façam as seguintes perguntas no dia seguinte:

    – Cara, você lembra o que fez ontem?

    – Cara, o que deu em você ontem?!

    – Cara, ontem você tava MUUUUITO LOUUUUCOOOO!!!

  • Mé do Moya

    Eu organizei um churrasco para o aniversário do meu pai. Tomei um porre como de costume. Tudo o que sei sobre esse churrasco são as risadas dos meus amigos. sempre que pergunto o que fiz, eles só riem e se negam a responder.

  • por ae Moya, não é nem nego vindo falar como eu estava, o que deu em mim e sim eu mesmo perguntar que merda eu fiz…

  • Khalil

    Tenho uma teoria interessante, que vale pra mim… a minha memória apaga as vezes antes do "point of no return", e sempre que estou bebendo, eu penso: "será que vou lembrar desse momento amanhã?", pois se eu logo após de falar isso beber 200ml de vodka é certo que não lembrarei. Eu sempre me pergunto quantas vezes eu já não falei "será que vou me lembrar disso amanhã", pois muitas dessas vezes eu lembro, mas em outras…

  • Khalil,

    É uma forma de consciência da inconsciência. Essa é nova!

    Abraço

    Geraldo Figueras

  • Ligia Ghizi

    Se tudo fosse culpa de 1/4, até que tava bom.

    Afinal, é lá que deveria terminar uma boa noite etílica.

    O problema é 1/banheiro, onde invariavelmente termina a rodada de tragos!

    Ou então, em 1/sarjeta…

    Spírito Santo, amém aqui também! Ic! Ic! Hurra!

  • Khalil, isso merece um post, brilhante… uahuauhauhau

    @Ligia bem lembrado minha nobre

  • Carlos Portuga

    Eu até agora estou num record pessoal de 20 caipirinhas e sempre de pé.kkkkkkkkkkkk

  • Spírito Santo,

    Sou compelido a concordar com o senhor. Não são as 10 doses de tequila com limãozin e sal, acompanhadas da versátil (e bela) cerveja que te deixam estragado. Mas sim, aquele restinho no fundo da garrafa que nos deixa alegres (E MUITOOO LOUCOOOSSS!! UHUUUULLL O) em terminar.

    Foda-se. É inevitável, seja pelo motivo que for; alguma outra vez na vida iremos passar o 'point of no return'… O duro é aguentar tudo girando quando deitamos na cama.

    Parabéns, bom post!

  • Caraleow! Achei que essa porra só acontecia comigo! Mas não… vejo agora com claresa que esta é uma lei natural do universo! Solução. Dêem o “restinho” pro santo!

  • L

    Vou confessar algo aqui pra voces, uma das minhas resoluçoes de ano novo não foi, emagrecer (pq acho q até to bem), nem parar de gastar tanto (pq sei que não consegurei), nda de qlqr coisa que possam pensar. Foi tentar largar a tequila, até pouco tempo antes da faculdade não bebia quase nada e uma cerveja me fazia mal, mas como dizem que é assim que começa, fui começando e fui gostando, até que numa viagem com as amigas conheci a ouro…na minha turma temos a seguinte frase “o unico homem no mundo que me derruba é o josé (cuervo), o johnny tentou o jack nem chegou perto mas o josé” e é assim que vai, apesar de ter essa resolução de ano novo em pleno 31/12 comemorei o ano novo com a espumante tipica e com ele ao lado ao todo foram 14 doses para cada uma de nós 4, mas eu tipicamente inquieta aceitei uma 1/2 dose do tequileiro da festa results….tudo q foi citado acima nivel 5 (mas tenho ctz q foi essa a derradeira meia dose que me matou…)

  • Camila Nunes

    Bom…você não vai recusar de maneira alguma esse 1/4 de tequila…mesmo que depois vc tenha aquela ressava fdp…hahahaha..mas na verdade depois da bebedeira vc culpa msm o(a) seu(sua) amigo(a) por deixado vc tomar 1/4 ou até msm por ter feito uma aposta com ele(ela) que aguentaria mais um pouco de tequila!!!!hehehe
    Mas nada como um bom engov para curar tudo!!!hahaha