O AA é para você?

“Você já parou pra perguntar se o AA é para você? Conheça o questionário do Alcoólicos Anônimos e veja se você precisa frequentar a irmandade.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (4 votes, average: 6.00 out of 10)
Loading...

Nós do Papo de Bar respeitamos muito a irmandade que hoje ajuda milhões de pessoas a se recuperarem e curarem do alcoolismo. Não à toa, criamos essa série de posts para falar sobre esse assunto seríssimo que envolve o tema do nosso site. Porém, nos deparamos com uma parte do programa dos Alcoólicos Anônimos que achamos que pode ser mal interpretada em alguns casos e gostaríamos de debater este assunto, o AA é para você.

Veja mais sobre os Alcoólicos Anônimos:

Estamos falando especificamente do questionário “AA é para você?”. Um grupo de perguntas sobre hábitos relacionados ao consumo de álcool que pretende te dizer se você é um alcoólico que precisa de ajuda ou não.

Mas como funciona esse questionário AA é para você?

abraço dentro do aa

Lembramos que quem vos escreve não é um profissional da área de saúde. Nós do PdB apenas pretendemos levantar um debate sobre este assunto. Usem nosso mural de comentários para nos dar sua opinião, depoimento ou crítica.

Tomamos essa decisão de levantar este assunto após nossa pesquisa sobre o AA.

Ouvimos alguns exemplos próximos a nós de pessoas que passavam por momentos difíceis e se apoiaram no álcool, mas na verdade sua doença/problema era outra, não o alcoolismo.

Esse aconselhamento de fazer o questionário, em geral recomendado por um parente ou amigo que não é profissional da área de saúde, pode trazer mais problemas do que a pessoa está tendo nesse momento ruim de sua vida.

E foi o que ouvimos em alguns relatos.

Crises pelo possível alcoolismo

Uma depressão profunda ou um simples termino de relacionamento não superado, ou a perda do emprego, fazem algumas pessoas se esconderem atrás do álcool.

É uma fuga “fácil” do mundo real. Mas não necessariamente isso a torna um alcoólico. E existem tratamentos diferentes para cada tipo de problema e devemos, como sociedade, não dar falsos diagnósticos e indicações de tratamentos, se não somos especialistas.

O teste AA é para você?

alcoólicos anônimos, o aa é para você?

Será?

Abaixo reproduziremos o teste do site do AA, com nossas observações sobre o teor da pergunta, para exemplificarmos o que estamos dizendo.

Nossa intenção é alertar que elas poderiam ser escritas de outra forma, que deveriam ser atualizadas, pois assim, de fato, parecem mandamentos de uma religião, o que pode acabar afastando pessoas que precisam e levando à irmandade pessoas que na verdade precisariam de outro tipo de tratamento.

Como funciona

Segundo o site, qualquer pessoa que responder SIM a QUATRO ou mais destas doze perguntas, tem claras tendências para o alcoolismo (e poderá já ser um alcoólico).

1. Já tentou parar de beber por uma semana (ou mais), sem conseguir atingir seu objetivo?

Homem triste bebendo cerveja

Quem nunca bebeu demais em uma festa, passou vergonha e disse “nunca mais eu bebo”? Se você voltou a beber no fim de semana seguinte, não necessariamente você é alcoólico. Só pare para pensar, se TODA vez você faz vergonha…

2. Ressente-se com os conselhos dos outros que tentam fazê-lo parar de beber?

Sempre tem um amigo mais careta ou parente que ficam falando que você bebe demais porque tomou 2 chopes com os amigos numa quarta-feira!

Quem gosta disso?! Se você não bebe todos os dias, exageradamente, com certeza você não vai curtir ouvir sermão à toa

3. Já tentou controlar sua tendência de beber demais, trocando uma bebida alcoólica por outra?

Isso é muito comum com quem bebe destilado ou drinks. Vodka principalmente. Você adora cerveja, mas na noitada preferia vodka, pelo “custo-benefício”.

Mas a vodka estava lhe fazendo mal, decidiu ficar só na cerveja. Até aí, nada crítico. O alerta deve ser ligado no caso de isso ser uma coisa diária!

4. Tomou algum trago pela manhã nos últimos doze meses?

Bom dia!

Bom dia!

Carnaval, réveillon, férias com os amigos, pós festa, quando só o que sobrou na geladeira foi cerveja… Nem sempre quem faz isso está doente.

Só não é normal fazer no seu dia a dia, antes de trabalhar, por exemplo.

5. Inveja as pessoas que podem beber sem criar problemas?

Esse sim é preocupante! Se você, sempre que bebe, arruma confusão, o alerta deve estar aceso para você!

6. Seu problema de bebida vem se tornando cada vez mais sério nos últimos doze meses?

É, esse não tem jeito, se você reparou isso, esse passo aqui é preocupante.

7. A bebida já criou problemas no seu lar?

Sabemos que o álcool pode destruir lares e ouvimos depoimentos de pessoas que não bebem por ter um parente alcoólico e não queriam repetir o mesmo erro.

Mas também ouvimos um rapaz de 19 anos, filho de evangélicos, que apenas gostava de sair para tomar uma cervejinha com os amigos fim de semana.

Sua família, por diversas vezes, tentou interná-lo, obrigá-lo a frequentar os cultos e pediram ajuda de amigos e pastores, pois achavam que ele era um alcoólico.

Devemos medir os atos e gravidades de cada pessoa antes de recomendar um tratamento.

8. Nas reuniões sociais onde as bebidas são limitadas, você tenta conseguir doses extras?

Malandro com chapéu branco

Sou malaaaaandor…

Quem nunca fez isso em festas de empresa, casamento, formaturas e etc, que atire a primeira pedra! Não é pelo álcool, é pelo prazer de ter coisas boas de graça…

Mais uma vez, fique atento com o motivo disso.

9. Apesar de provarem o contrário, você continua afirmando que bebe quando quer e para quando quer?

Relativo e perigoso, pois se você nega, vai ter alguém para dizer “negação é o primeiro sintoma”… Polêmico este passo.

10. Faltou ao serviço, durante os últimos doze meses, por causa da bebida?

Uma ressaca pós aniversário, ou algum tipo de comemoração, até o chefe perdoa! Agora se é frequente e sem motivos, procure ajuda!

11. Já experimentou alguma vez ‘apagamento’ durante uma bebedeira?

Amnésia alcoólica pós bebedeira

O nome disso é “amnésia alcoólica”. Não é bonito, nem saudável, mas muitos já tomaram “aquele porre” e foram motivo de piada no dia seguinte.

Mas nem todos fazem isso rotineiramente. De novo: se for recorrente, sua resposta nesse passo é SIM.

12. Já pensou alguma vez que poderia aproveitar muito mais a vida, se não bebesse?

Essa é a questão mais pessoal de todas. Talvez seja reflexo de todas as anteriores. Até mesmo quem bebe socialmente, no dia seguinte de ter exagerado um pouco, já pensou isso. Leve em conta a frequência que essa frase passa pela sua cabeça.

Finalizando

Nosso conselho é: se você respondeu mais de 4 perguntas com SIM, pare e pense se foram muitas vezes! Reflita se sua vida pessoal é legal ou não e tente achar a causa, caso não for.

Se for um coração partido ou um fracasso profissional, você pode estar em depressão e ela AINDA não ter virado alcoolismo, então procure ajuda médica o quanto antes!

O Alcoólicos Anônimos é para cura de dependência do álcool, não para tratamento psicológico que necessite de acompanhamento médico, por questões de saúde mental.

Quer saber como o AA pode te ajudar? Clique aqui e veja no site deles.

Não deixe de dar sua opinião, sugestão, depoimento ou crítica nos nossos comentários.

E se curtiu, compartilhe nas redes sociais!

Você também gostará desses

11 coisas que uma mulher aprende na vida bebendo Todos aprendem mais sobre a vida quando estão bebendo. Veja aqui algumas coisas que uma mulher aprende na vida bebendo e o que ela pode fazer pra que ...
Alcoólicos Anônimos: você realmente conhece o AA?... Conheça o temido Alcoólicos Anônimos, uma irmandade mundial que combate o consumo irresponsável de álcool. Veja mais e saiba como entrar.
Cirrose, um mal que ataca silenciosamente Nem de felicidade e boas histórias se vive a bebida. A Cirrose é uma doença que ataca o fígado violentamente e que vai chegando silenciosamente. Veja ...
Ressaca de velho Você acorda, está mal, não consegue levantar. Mas está sem dor de cabeça, algo diferente após uma bebedeira. Conheça agora a ressaca de velho.
Timidez e Álcool. Uma combinação que não combina.... Um paralelo entre a timidez e as bebidas. Como você pode perder a timidez bebendo com os amigos e que ela não combina com as bebidas alcoólicas.
Drunkorexia ou Álcoolrexia, a anorexia alcoólica Um novo mal do alcoolismo ataca principalmente as mulheres, a drunkorexia, onde a comida é trocada por bebidas alcoólicas, pra enganar o estômago e co...

Compartilhe: