Barris de Sake

Sake: veja os mitos sobre o Sake

“Veja o que é mito e o que é verdade sobre o Sake, uma das bebidas típicas do Japão e outros países orientais. O Sake é forte? Acompanha com sushi? Confira essas e outras curiosidades sobre o nobre Sake.”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (1 votes, average: 10.00 out of 10)
Loading...

Já falaram de sake por aqui, mas o que realmente você quer saber sobre sake? Vamos revisar os mitos mais comuns sobre essa bebida.

Sake se toma com sal na caixinha (massu)?

Caixinha Masu com sake

Bom, esse é um hábito adquirido mas na verdade se você for ao Japão raramente vai encontrar sake no massu, e se pedir sal, corre o risco de ser expulso do local. Sério? mas aqui é comum. Pois é, sabe-se lá como isso começou, mas os japoneses utilizam copos e taças de vidro ou cerâmica para beber sake. O massu as vezes pode ser visto como base para um copo menor. E o sal? O sal já foi usado para mascarar defeitos da bebida quando esta era de baixa qualidade, por isso pode ser uma ofensa. Ao pedir sal o japonês pode entender que para você a bebida que ele serve é ruim. Quando ele é bom, você não precisa de sal.

Sake é bebida forte.

O que é forte para você? Se considerarmos o teor alcoólico dele, tem ele média 14 a 16% de álcool, é bem próximo de vinhos, mais alcóolico que a média das cervejas, mas bem menos que cachaça. Então por que eu fico bêbado? Ora, porque bebe demais. Uma das características do sake é ser leve na boca e ter o álcool pouco perceptível, assim temos a tendência de beber mais sem perceber.

Sake é pra fazer caipirinha.

O japonês nem sonha com caipirinha de sake, atualmente até que eles começaram a apreciar drinks com sake, mas tradicionalmente se toma puro. Os de boa qualidade tem nuances que a adição de açúcar e frutas escondem. Mas pode? Claro que pode, só é recomendável usar os mais simples, podem ser as marcas nacionais ou importadas mais básicas.

Sake é pra acompanhar sushi.

drinks e comida japonesa

E se eu disser que no Japão não é muito comum essa harmonização? Na verdade no Japão existem os izakayas, que são como botecos pequenos de happy hour que ser bons petiscos e bebidas. Essas comidas de izakaya são perfeitas para acompanhar um bom sake. Vão desde espetinhos (yakitori) a caldos e vegetais em conserva. É um tipo de cozinha bem variada. No Japão sushi não é comida do dia-a-dia, é mais para ocasiões especiais. E você pode tomar sake com as mais variadas comidas como churrasco, petiscos fritos, frutos do mar. É só experimentar!

Não existem muitos tipos de sake.

Aqui no Brasil ainda não, mas para você ter uma noção são cerca de 1400 produtoras no Japão, com a média de 15 a 20 rótulos produzidos por cada uma. Faça as contas. Existem  diversos estilos e categorias. Tem seco, suave, licoroso, espumante, leitoso, envelhecido, fortificado e por aí vai.

Barris de Sake

Duas palavras que você deve saber sobre sake são ginjo (lê-se guindjo) e junmai. Ginjo é como chamamos o sake premium. E porque ele é premium? Sem entrar em detalhes técnicos, as categorias são definidas pelo nível de polimento do grão. O polimento remove as camadas externas do grão e diminui o tamanho dele. Quanto mais polido o arroz, mais refinado será.

Os ginjos são sakes com nível de polimento de 60%, ou seja, 40% do grão foi removido e ele ficou com 60% do seu tamanho original. Este são mais caros e mais complexos que os comuns.

Junmai, literalmente, significa puro arroz. Um parte dos sakes após a fermentação tem uma pequena quantidade de álcool adicionada para dar mais leveza e intensificar os aromas da bebida. Quando isso não ocorre damos o nome de junmai. O junmai é muito apreciado pelos japoneses, pois os mais puristas consideram este o verdadeiro sake. Geralmente são mais intensos e incorpados.

Finalizando

E aí, gostaram de saber um pouco mais sobre o Sake? Aguarde que em breve veremos mais sobre algumas curiosidades sobre o Sake. O que vocês gostariam de saber sobre ele?

Beijos.

Você também gostará desses

O Absinto no Brasil Veja mais informações sobre o Absinto e sua entrada no Brasil. Conheça como a bebida foi proibida e como ela está entrando novamente no Brasil e suas ...
Whisky a vapor – Será que é bom? Um pessoal lá no Reino Unido, da destilaria escocesa Ardbeg, lançou o Whisky a vapor. Exatamente, um whisky feito a base vapor e não líquido, como de...
Mitos sobre os efeitos do álcool Todos aqueles mitos, dos mais simples aos que viraram dito popular, mostrados se sao verdadeiros ou não, explicados por Porris Yeltsin.
O manual do Wingman Você conhece um wingman? Sabe como age? Veja agora um manual completo de como age, se comporta um Wingman, tanto numa visão masculina quanto feminina....
Príncipe maluco Conheça o Príncipe Maluco, um drink que é uma mistura de vodka, conhaque, whisky, cachaça, guaraná em pó, canela em pau e em pó, cravos da índia e out...
Os bares mais bizarros do mundo Botecos bons todo mundo conhece, agora quero ver conhecer bares esquisitos, bizarros da vida. Coisas como bolo na cara, caixões, tubarões, xingamentos...

Compartilhe:

  • Bia Didya

    Parabéns, texto muito claro e informativo, estou esperando os próximos!