Mas por que ficamos bêbados?

E aí, sorrateiras chinchilas em busca de conhecimento e elevação espiritual? Hoje vamos ao encontro de uma das perguntas mais essenciais da aventura humana na terra! Poderia ser Dostoievski, mas é Banda Eva… Por que ficamos bêbados?

E pra responder a essa pergunta, eu venci qualquer limite que a vida poderia ter me imposto: estou escrevendo esse artigo, direto da mesa do bar. Sim, posso ser considerado uma lenda? Ou só mais um imbecil?

Por que ficamos bêbados?

Por que ficamos bêbados

Eu sempre fico bêbado, mas eu nunca sei o porquê…

Créditos: Fernando Caras

Para responder a essa pergunta, vamos voltar um pouco no tempo, para um outro artigo. Precisamos entender metabolicamente o que acontece quando bebemos, e depois de saber tudinho sobre isso, vamos para o efeito disso no cérebro!

Nosso corpo tem a capacidade média de processar 10g de álcool por hora, isso é mais ou menos 1 lata de cerveja. Se você consome mais de 1 lata de cerveja por hora, parabéns, você está no caminho certo para ficar bêbado.

O metabolismo do álcool, ocorre no fígado, ele metaboliza o álcool (etanol) em acetaldeído e este em ácido acético. O interessante, é que ele não faz isso de uma vez só… Imagine uma fila para o banheiro feminino. Agora imagine que nesse banheiro só tem 10 assentos para xixi, e as meninas que estão na fila querem muito fazer xixi! Ficou fácil né!? Mentalmente você já viu a cena!

Só tem um problema: tem mais gente na fila, do que as 10 meninas que cabem no banheiro, e o que essas meninas fazem? Elas ficam irritadas com a fila e começam a andar pela festa (corrente sanguínea) esperando a vez delas de usar o banheiro.

Álcool no cérebro.

Por que ficamos bêbados

Álcool no meu cérebro, nah, claro que não tem!

Créditos: Zoran Miluntinovic

E agora vem o porquê ficamos bêbados de verdade. O álcool na corrente sanguínea faz a festa em um lugar em especial: o seu cérebro!

O Córtex.

Imagine seu cérebro como uma casa de festas, onde o córtex cerebral é um lounge. É o primeiro lugar onde o álcool vai, e lá ele faz você ficar bem menos inibido e falante. Por isso é que álcool e timidez não combinam… Mais falante e menos inibido, ele faz com que você se sinta bem e confiante, pra quê? Pra beber mais, é claro!

Agora que o álcool se divertiu bastante no lounge, conheceu gente nova, falou em público e já é sensação na sua festa, ele resolve dar mais um passo adiante. Ele vai pro hipocampo.

O Hipocampo.

Se o córtex é o lounge, o hipocampo é o bar da festa. É o caminho natural do lounge para pista de dança. E sabe uma coisa que rola no hipocampo que vale a pena a gente falar? A memória! Isso! Se você já ficou bastante bêbado, deve ter tido um sentimento de que foi a um lugar, muitas coisas legais aconteceram, mas não se lembra exatamente o que foi… Nem o telefone, nem o facebook daquela pessoa interessante com quem falou a noite toda, e as vezes nem mesmo como chegou em casa.

Além da memória, tem outra coisa que acontece nesse lugarzinho tão especial de sua cabeça: Emoções exacerbadas!!! É queridos, aquele momento embaraçoso no qual você diz que ama muito seus amigos, começa a gargalhar e em cinco minutinhos você inicia uma choradeira desenfreada pois não sabe o que faria sem esses mesmos amigos em sua vida, acontece agora! O nome disso é Labilidade Emocional, e quando não é você quem está praticando, é bem legal de acompanhar…

~Le Cerebelo~

Agora a porra ficou séria! Estamos na pista de dança do seu cérebro, o lugar em que o álcool realmente pode fazer um belo estrago!

Pergunta de prova: o que o cerebelo faz? Te mantém equilibrado! E quando ele não trabalha da maneira que deveria, o que acontece? O mundo gira ao seu redor!

E sério, não é maneiro ficar tonto, não é maneiro deitar na cama e ver tudo rodando e não é maneiro cair no chão! Muito pelo contrário… Se você chegou até aqui, muito provavelmente ficará enjoado e é bem provável que vomite. Mas isso não é de todo ruim, até porque é também muito provável que ainda exista álcool no seu estômago, e isso evita que este vá para sua corrente sanguínea. Sim, pois nesse momento o seu fígado tem uma fila de pelo menos umas 10 horas para processar todo o álcool à solta no seu organismo.

Ps. Se você chegou até aqui, não vai adiantar eu escrever isso, mas é a minha obrigação. PARE DE BEBER IMEDIATAMENTE, pois o consumo de álcool além deste ponto, pode te levar À MORTE por envenenamento alcoólico!

Finalizando

Por que ficamos bêbados

Por que ficamos bêbados? Por quê???

Créditos: Vanessa Dualib

Acredito eu, que depois de um artigo esclarecedor e informativo como esse, você sempre vai lembrar de qual parte do seu cérebro está sendo afetada e quando. não é mesmo? Não, claro que não… Por que ficamos bêbados?

Crianças, divirtam-se sempre, mas com moderação. O consumo de álcool é claro que é muito divertido, mas pode ser muito perigoso se feito sem moderação ou responsabilidade.

O futuro ainda não foi escrito, não existe, seu futuro é o que você quiser fazer. Portanto faça-o bem. – De volta para o futuro III

Evoluí a ideia daqui ó.

Você também gostará desses

Brasileiro bebe menos que carro popular Um pesquisa feita por alguns pesquisadores mostra que o povo brasileiro anda consumindo mais álcool do que os carros.
Lista com 11 curiosidades sobre o álcool Cultura sempre faz bem e por isso elaboramos uma lista com 11 curiosidades sobre o álcool que vai te ajudar a ser mais entendido durante o papo de bar...
After Party: Quando a balada acaba é que a diversã... Às vezes o melhor da noite fica após a festa, o famoso after party, onde todo mundo vai pra alguma lugar, um posto, casa de amigo ou ver o pôr do sol....
Sacola de Cerveja Garrafas e latinhas? Que nada! Numa cidade na China a cerveja vem na sacola mesmo.
Bakon Vodka, a vodka de bacon Um post sobre uma vodka no mínimo curiosa, Bakon Vodka. Exatamente, vodka de bacon, feita com batatas, ingredientes muito curiosos, fora o drink Bakon...
E se os clubes de futebol fossem bebidas? E se o seu time de futebol fosse uma bebida, qual ela seria? Você saberia? Veja qual bebida o seu time de futebol seria. Dê sua opinião sobre a relaçã...