Todo carnaval tem seu fim. Ou não…

“O carnaval é uma festa épica. Muita cerveja, muita festa, muita diversão, tudo que uma vida sagaz precisa. Mas por que não podemos viver a vida como um carnaval?”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (6 votes, average: 8.67 out of 10)
Loading...

Pensei bastante se eu escrevia esse artigo ou não, já que o carnaval já “acabou” oficialmente tem mais de uma semana. Mas não achei justo deixar passar sem que essa data não fosse comentada aqui no PdB, já que o carnaval de nossa equipe aqui no Rio foi fodástico.

A vida é um carnaval, uma festa

Há quem prefira se reservar em casa ou viajar para um lugar tranquilo durante o carnaval, não gostam de muvuca, acham muito calor, etc. Eu e a equipe do PdB adoramos essa data, já nos preparamos com bastante antecedência, com uma certa ansiedade para começar logo e podermos zoar, beber e curtir a vida durante essa grande festa que é o carnaval.

Mas por que fazer isso somente no carnaval?

Casal bebendo no carnaval

Esse é um ponto a ser discutido. Por que as pessoas, muitas das vezes, só curtem bastante, aproveitam a vida no carnaval? E em algumas datas bem específicas? Por que não aproveitarmos a vida o maior tempo possível, curtir os amigos, beber, falar besteira, ir pro bar, paquerar ou namorar o tempo todo? Esse é o nosso #EstiloPdB, que bebe uma cerveja, se reúne, brinca, se diverte constantemente, seja alguém namorando ou solteiro.

Mas claro, todos temos responsabilidade, temos que trabalhar, não podemos andar fantasiados por aí do nada (infelizmente). Por isso que o carnaval tem essa magia toda, uma transformação geral, quase todos bem felizes, muitos bêbados e muitos rindo.

E o que rola no carnaval #EstiloPdB

Primeiramente, cerveja, claro. Mas rolam boas festas, muito boas mesmo. Mas nada dessas festas eletrônicas, festas de geral arrumadinho, coisas que não tem muito a ver com carnaval não.

Galera no Baile da Devassa

Rolou Baile da Devassa, que o nobre Tresdê foi com uma galera e representou o Papo de Bar lá. Rolou muita gente bonita, cervejas e outras bebidas, shows fodásticos, tudo que uma festa do estilo carnavalesco não poderia faltar. Isso foi na sexta-feira, primeiro dia oficial do carnaval, começamos muito bem. A equipe toda poderia ir, mas deixa pro ano que vem, providenciaremos isso 🙂

Blocos e mais blocos…

O que não pode faltar no carnaval de rua do Rio de Janeiro, além de cerveja? Cerveja e gente bonita, claro, mas também os blocos de rua do carnaval, obrigatoriedade dessa cidade foda que tem tido um carnaval melhor que o outro com o passar dos anos. E com todos, ou quase todos, fantasiados, isso não poderia faltar, jamais. Seja de mulher, seja de super herói, seja de videogame ou seja de qualquer coisa, a parada é improvisar e se fantasiar da forma mais ridícula que puder. Pelo menos esse é o meu lema 😀

Dono do Bar fantasiado de mulher

E claro que isso vocês podem ver pelas fotos desse artigo. Fica como grande destaque a fantasia de Street Fighter, onde eu estava de Dhalsim, o Drunk McLovin conseguiu ficar mais ridículo do que já é fantasiado de Cammy e de maiô com fio dental. Diversas fotos tiradas, todo mundo rindo e dando os parabéns pela ideia da fantasia.

E pra quais blocos vocês foram?

Vários, em todos os dias. Na sexta-feira demos um pulo em um no Arpoador que não lembro o nome, sendo que alguns foram pro Carmelitas de tarde. No sábado partimos pro Escangalha, depois Multibloco e fechamos no Rebarbas. No domingo foi o épico dia da fantasia de Street Fighter no Bangalafumenga e finalizamos no ótimo Fanfarani.

Na segunda foi o sensacional Volta, Alice, depois uma passagem bem rápida pelo cheio e insuportável Sargento Pimenta e finalizando no bloco Cru, de rock. Na terça foi o Vagalume o Verde, depois um bloco no Leblon que não lembro o nome e finalizamos no sagaz Cachorro Cansado. Na quarta, pra finalizar, fui fantasiado de Frida, como sempre faço na Oktoberfest, e fomos para o Me Beija que sou Cineasta.

Eu ainda fui no sábado pós-carnaval pro Quizomba e Mulheres de Chico, mesmo chovendo. E fui fantasiado de Super Sam, “Time is money, oh yeah”.

Papo de Bar no Camarote da Brahma

Comissão de frente da Unidos da Tijuca

E na segunda-feira, rolou a noite épica. O Papo de Bar foi o primeiro e único blog a participar do Camarote da Brahma. Estive lá, depois de uma luta pra conseguir chegar no Sambódromo e entrar no Camarote. Simplesmente sensacional, a decoração, a comida, bebidas, tinha de tudo lá pra você aproveitar como falamos no artigo de lançamento do Camarote da Brahma.

O tema de futebol, em homenagem a Copa do Mundo 2014 que rolará aqui no Brasil, uma entrada sagaz, com réplicas das taças e o gramado de cada campo de futebol que o Brasil foi campeão, galera bonita, muita gente famosa e muito coxinha também, como diria a galera de São Paulo.

Entrada do Camarote da Brahma no carnaval

Uma experiência fodástica e que se repetirá nos outros anos. Muitas pessoas simpáticas, mas também alguns marrentos, como não poderia deixar de ser. O Camarote da Brahma é muito disputado no carnaval, muita gente querendo entrar, muito famoso querendo participar, muitos que pensam que são famosos também. Mas quanto a essas pessoas eu caguei e aproveitei bastante lá dentro, várias fotos, conversas, chopes, etc.

Uma coisa que senti falta foi a Brahma Seleção Especial, que me disseram que a cevada ainda não tinha sido retirada da Granja Comary, portanto, não teve no Camarote.

A vida é um carnaval, uma festa curta, aproveite

Casal fantasiado de Frida

Não é porque o carnaval acabou que você não pode continuar aproveitando, bebendo, se divertindo, indo para os bares. Mas claro, com moderação, não devemos exagerar, ter amnésia alcoólica, dentre outros males de quem extrapola na bebida. Até porque tem a Cirrose aí, perigosa e que mata lentamente.

Saia com os amigos, aproveite a vida. Achou que está passando rápido? Perfeito, os momentos bons passam rápido, portanto, se sua vida está passando rápido, quer dizer que você está aproveitando-na muito bem, da forma certa. Seja feliz no trabalho, brinque, fale besteira, esteja bem, isso é importante, porque passar 1/3 do seu dia entediado, estressado e infeliz, realmente não dará certo.

Durma bem, mas também não precisa extrapolar no sono, pois dormir demais é perda de tempo, acorde e faça algo, vá a praia, jogue futebol, reúna os amigos, você tem o total direito de fazer isso sempre, não somente no carnaval. Chute o balde também, às vezes é bom, você desestressa, esqueça muita coisa que te incomoda.

Fim do Carnaval

Até 2015…

Enfim, você não depende do carnaval pra ser feliz e se divertir. Mas claro, bem que ele poderia durar um pouco mais, não é verdade? 🙂

E o seu carnaval, como foi? E sua vida, ccomo é? Você a aproveita do jeito certo, na intensidade certa? Pense nisso e conte pra nós.

Aquele abraço e um brinde ao carnaval.

Você também gostará desses

Amor é cerveja, sexo é tequila. O que é o amor e sexo pra você? Veja a diferença entre as bebidas, quais que têm mais a ver com o amor e quais que têm mais a ver com o sexo. Qual voc...
Corridas e Cerveja. É possível ser saudável bebend... Você sabia que a cerveja ajuda e muito na hidratação antes e depois da prática de exercícios aeróbicos? Leia agora mesmo como utilizar esse liquido do...
O real significado de Hakuna Matata A nossa opinião sobre o famoso termo "Hakuna Matata", do filme O Rei Leão. O que ele realmente significa, você sabe?
Carnaval do Rio de Janeiro Veja como foi o Carnaval do Rio de Janeiro nesse ano de 2015. Uma postagem bem após o carnaval, mas com sua explicação bem definida. Confira o melhor ...
História das tampinhas e dos abridores de garrafas... Confira como surgiram as tampinhas de garrafa e como surgiu os abridores de garrafa de cerveja. Os dois foram invenções irlandês William Painter no an...
Vamos beber um shot? Todos conhecem e todos gostam de um shot. Veja várias formas, oportunidades de como se tomar um shot com os amigos, mulheres, locais, dentre outros. C...

Compartilhe:

  • Luiz Rubens

    Sensacional! Como diz o slogan de um bar aqui na minha cidade: ”Não leve a vida tão a sério!”