O poderoso chefão

Juliana Problema: Capítulo 2

“Segundo capítulo da novela Juliana Problema. Namorado conhece o temido pai. Pior que o poderoso chefão, mais temido que traficante da Rocinha. Confira mais um capítulo!”

Vote neste artigo:
SóbrioAlegrinhoSemi-modafocaModafocaTem futuroNo brilhoAlucinadoCom a alma no céuComa AlcóolicoJeremias - O Retorno (8 votes, average: 8.38 out of 10)
Loading...
468x60 - Acessorios
Velho mafioso

Que que você quer seu verme?

Créditos: Bol @ work

Quando chego à casa de Juliana eu tomo um susto. Ela mora num apartamento imenso de frente para a praia de Ipanema. Estou sentado na sala e dois brutamontes estão ao meu lado. O motorista está de terno e o outro é, nitidamente, um policial militar que faz segurança particular. O pai de Juliana chega, de roupão de seda, estampado, repleto de ouro e uma cigarrilha. Sem apresentações, ele pergunta quais são as intenções com sua filha.

  • – As melhores possíveis! – disse cagado de medo

Sei tudo sobre você, seu verme…

O poderoso chefão

Cague de medo seu verme...

Sem qualquer explicação – não que eu queira descobrir seus métodos –, o pai de Juliana diz tudo sobre a minha pessoa. Ele começa falando sobre a minha verdadeira profissão, o que abre os olhos a Juliana, depois comenta sobre meus pais e sobre o local onde moro – um apartamento de fundos em Botafogo.

Juliana, de tão atônita, ainda questiona os comentários de seu pai. Ele, mostrando a palma da mão, pausa o impulso da menina. Eu olho para a minha namorada e faço aquela velha cara de derrota como quem diz “é verdade e me fudi!”. Juliana fica decepcionada.

Apaixonado ou com pena?

Não que eu tenha me apaixonado momentaneamente pela pequena menina, mas é que deu um dó tão grande dela, que afirmei que tinha dito aquilo tudo para conquistá-la, pois eu estava apaixonado por ela. Isso amenizou um pouco sua dor.

  • – Além de merda, é mentiroso?! – me perguntou o pai
  • – Veja bem, na minha posição, você faria o mesmo para conquistar essa gatinha – nessa hora, minha ideologia era “fodido, fodido e meio”
  • – Não discordo e também não aceito! Minha função de pai é protegê-la de urubus como você.
  • – Senhor, urubu é Flamengo. Urubu come merda. Não gosto de ficar sendo comparado com essas coisas.
  • – Eu sou Flamengo. Conselheiro do Flamengo. Sócio-benemérito.
  • – Cada um com seus problemas! – minha ideologia evoluiu: “fodido e meio, dois fodido”
  • – Pelo menos personalidade ele tem. – dizia olhando para seus capatazes e para sua filha
  • – Personalidade e bom gosto. Além de ser botafoguense, olha só esse seu roupão… – mais uma evolução: “dois fodido, dois fodido e meio”. O pai de Juliana riu.
  • – É verdade… – continuava rindo – Só uso porque a mãe dela me obriga. – todos os capatazes riram, e eu acompanhei pra não ficar de fora do grupo – Olha, filha… se você quer namorar com esse vagabundo, eu aceito, mas abra seu olho porque ele vale nada.
  • – Nunca neguei minhas raízes… – todos me olharam em reprovação, e eu me consertei – só quando quis conquistar a mulher mais bonita do mundo. Então vamos dar esse assunto por encerrado. Eu e sua filha temos um amor recíproco e nada vai nos separar. Agora, eu vou indo, pois tenho trabalho.
  • – Num sábado?! – me perguntou o pai
  • – Eu levo trabalho pra casa – qualquer desculpa para fugir daquela mansão
  • – Ok.

Partiu daqui, graças a Deus…

Cachorro boladão

Fudido, um milhão fudido e meio

Créditos: Jean-Francois

Juliana ainda me interpelou sobre meu número de telefone. Eu imediatamente respondi para perguntar ao pai dela: “Ele sabe tanto da minha vida que até meu RG não é segredo”.

Os capatazes do pai de Juliana me deixaram em casa sem perguntar o endereço. Assim que saí do carro, um deles, pela janela do carro em movimento, ainda me deu o recado:

  • –  Se você sacanear a menina, vamos buscar você e sua família.

Dois fodidos e meio, oito fodidos.

Veja os capítulos anteriores

Veja os próximos capítulos

Você também gostará desses

Juliana Problema: Capítulo 4 Quarto capítulo da nossa novela etílica, Juliana Problema. Moya está em casa quando sua antiga ficante liga. Ele desvia, tenta fugir, mas no final vai...
O Canalha Inexperiente: Último Capítulo Chega ao fim nossa novela etílica, O Canalha Experiente. Confira o final da história, todo o desenrolar dela e a trajetória de um canalha que se ferro...
Rufião – O Rei do Rio: Capítulo 3 Terceiro capítulo da novela etílica: Rubião – O Rei do Rio. A primeira festa do portal é organizada e Armando já cai nos planos da sócia, que o enquad...
Rufião – O Rei do Rio: Capítulo 9 Confira o nono capítulo da novela etílica: Rufião - O Rei do Rio. Eis que Armando vai pra uma suruba com sua mulher e alguns políticos. Eis que de rep...
Ô lá em casa Os problemas de se ter um relacionamento com uma mulher que não bebe. Você não pode ir num boteco, tem que dormir no sofá, entre outras patadas. Confi...
Juliana Problema: Capítulo 5 Quinto capítulo da novela etílica, Juliana Problema. Moya chega na festa havaiana, encontra seu chefe e seu sogro. Confira mais um capítulo!

Tags:

Compartilhe:

  • camilo

    caralho! que história! você podia manda-la para a promoção da Coca-Cola 😉
    não precisa aceitar o comentário, mas da uma pesquisada… a promoção se chama Minha Vida de Game
    Muito louca essa história! tem continuação?
    Abraços

  • Douglas Santos

    Huahauhaa Boa demais!!!!
    Como coninua?? Você ainda está namorando com ela??

  • Trajano Ferreira

    Quero só saber como que você terminou com a Juliana…

  • João Vitor

    Muito boaaa !!! Continua?? isso pode levar a uma longa história com capítulos semanais…

  • Mé do Moya

    São 10 capítulos. Obrigado pelos comentários.

  • eXpadaXim

    hUEheueh Ótemo hehe nunca uma sinceridadezinha acida deu tão certo… No agurado dos demais capitulos… e Parabens amigo etilico Mé do Moya hehehe

  • Thais Moya

    Roupão de seda??? Cigarrilha? Este “sogro” é engraçado.
    Gosto e … cada um tem o seu.
    Quero ver o próximo encontontro com a Juliana.
    Beijos

  • essa novela é sensacional… chorando de rir.. se fode ae família 😛

  • Vamo com combinar que roupão de seda e cigarrilha é coisa de veado….
    Não to acreditando nestas história…
    Abraços

  • Victor Ferreira

    hahahhaah… mto boas as tiradas e a contagem.. to me abrindo de rir..

  • DAMM

    Tava rindo bastante da estória até chegar no ataque ao meu amado mengão. Mas… refletindo… se tu tivesse feito separação entre o urubu/ave do urubu/futebol, teria tido algo melhor, pois, se o urubu/ave come merda, o urubu/futebol também o faz. Ontem mesmo! Comemos a merda fluminense, e, até agora, comemos todas as outras merdas também! Agora sim continuo rindo do artigo! Obrigado!!!